29/10/2019 às 11h38min - Atualizada em 29/10/2019 às 11h38min

Giro da Semana

2° INSTÂNCIA 
No Brasil o cidadão não pode se proteger, a polícia não pode prender e a justiça não pode condenar. Qualquer país civilizado do mundo tem a prisão em 2ª Instancia como mecanismo atuante na base do Estado Democrático de Direito e do Império da Lei. Mas, nossa classe política degenerada, que sofre uma paulatina depuração, é verdade, mas ainda se ajoelha diante de uma suprema corte que acredita ser o Poder Moderador, e também o inquisidor e juiz. 

2ª INSTÂNCIA (2)
É sempre boi dar nomes aos bois, neste caso, aos cães. O Partido Comunista do Brasil e a OAB são os órgãos vilipendiados e distantes de qualquer lugar que repouse um risco de moralidade, ajuizaram ação no STF pedindo o fim da execução imediata da pena após Segunda Instancia. 

2ª INSTÂNCIA (3)
É um show de horror observar aqueles que outrora eram os paladinos da moralidade e da justiça, se apresentarem com um contorcionismo moral, ético e argumentativo para defender a soltura de um notório ladrão de colarinho branco ao mesmo tempo que pede uma mudança na justiça de um país que só prende ladrão de galinha. O PT é uma seita de indivíduos que ou se submetem a espiral do silencio ou fazem parte de uma massa disforme e lobotomizada onde fazem jus a sua existência pedindo a soltura de um ladrão e com ele inúmeros outros assassinos, estupradores e notórios gângsteres da política. 

PREVIDÊNCIA
Mas nem tudo é trevas. A aprovação da Nova Previdência é o começo do resgate do Brasil. O recado é claro: austeridade fiscal, gestão e o fim desta máquina de transferência de renda dos mais pobres para os mais ricos, aplicando um mínimo de justiça. Muitos Governos tentaram a reforma, alguns conseguiram de maneira pontual. SOMENTE BOLSONITRO foi capaz de aprova-la. Parabéns presidente. E você esquerdista, chora na cama que é lugar quente.

PODEMOS
Em Itapema, André Oliveira e Franciele Vieira, respectivamente presidente e vice-presidente do PODEMOS, tem montado um time forte para o próximo pleito. Os critérios são preparo técnico, renovação política de fato (sem abrigar pessoas que já tem mandato) e uma atuação propositiva. Este último me chamou bastante a atenção visto que alguns partidos e seus poucos e inexpressivos correligionários acreditam que fazer política não é apresentar soluções e ideias, mas DESTRUIR E DIFAMAR seus concorrentes ou adversários. Estas são as armas dos fracassados e desagregadores.  

Link
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp