22/02/2021 às 10h50min - Atualizada em 22/02/2021 às 11h20min

Transtorno de personalidade e borderline

Psicóloga explica o que é, quais são os sintomas e o tratamento indicado

DINO
https://www.nucleointegrado.med.br/quem-somos/ana-cafe/

A Síndrome de Borderline, também chamada de transtorno de personalidade limítrofe, é caracterizada pelas mudanças súbitas de humor, medo de ser abandonado pelos amigos e comportamentos impulsivos, como gastar dinheiro descontroladamente ou comer compulsivamente, por exemplo. "É o amor da minha vida", talvez seja a frase que melhor defina a personalidade de borderline, caracterizada por essa intensidade de sentimento.

Segundo a psicóloga Ana Café, "pessoas com a síndrome de boderline têm momentos em que estão estáveis, que alternam com episódios de ira, depressão e ansiedade, manifestando comportamentos descontrolados. Esses sintomas começam a se manifestar na adolescência e se tornam mais frequentes no início da vida adulta", explica a especilista. "Por vezes, esta síndrome pode até ser confundida com doenças como esquizofrenia ou doença bipolar, mas a duração e intensidade das emoções é diferente, sendo fundamental ser avaliado por profissional para decisão de diagnóstico e início do tratamento adequado", ressalta Ana.

Mas como identificar os sintomas? Ainda de acordo com a psicóloga "uma pessoa com transtorno de personalidade de border apresenta instabilidade emocional intensa, desregulamentação afetiva, sentimentos extremos do tipo 8 ou 80. Uma característica constante é o medo de ser abandonado e rejeitado. E, em função desse medo, e da tentativa de não sofrer, fazem de tudo para controlá-lo", esclarece a profissional.

Os sentimentos de vazio e tédio são outra constante e estão ligados também ao medo ao sentimento de insatisfação. Escolas também têm enfrentado um grande desafio ao lidar com crianças e adolescentes borderline e que apresentam tendências à automutilação e pensamentos suicídas. "Uma das maiores dificuldades é controlar o momento da crise, essas se manifestam quando o paciente passa por conflitos emocionais como términos de relacionamento, brigas, abuso sexual e mortes", afirma Ana Café.

Ela explica, por fim, que "o auge das crises se dá na adolescência, com tendência a diminuição na fase adulta. Pessoas borderline possuem uma personalidade imatura. Por isso, quando o transtorno permanece na vida adulta, nota-se uma imaturidade emocional evidente", conclui.

O diagnóstico boderline é feito através da descrição do comportamento relatado pelo paciente e observadas por um psicólogo ou psiquiatra. Já o tratamento deve ser iniciado com sessões de terapia, que podem ser feitas individualmente ou em grupo. Além disso, pode ser aconselhado o tratamento com medicamentos que ajudam a tratar alguns sintomas.

Geralmente são recomendados antidepressivos, estabilizadores de humor calmantes, que devem sempre ser prescritos por médico psiquiatra.

As causas do transtorno de personalidade limítrofe de personalidade ainda não são claras, no entanto algumas investigações sugerem predisposição genética e alterações no cérebro, principalmente nas áreas responsáveis pelo controle dos impulsos e das emoções.



Website: https://www.nucleointegrado.med.br/quem-somos/ana-cafe/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp