26/02/2021 às 09h18min - Atualizada em 26/02/2021 às 12h20min

5 setores para investir em 2021

Especialista no mercado de ações e consultor do aplicativo Kinvo, consolidador de investimentos, lista os setores mais promissores para investir neste ano

SALA DA NOTÍCIA Analina Arouche
Divulgação
Já se foram quase dois meses do ano de 2021 e muitos investidores continuam com a pulga atrás da orelha sobre o que fazer em relação aos seus investimentos. Será realmente válido apostar na recuperação econômica do Brasil depois do pandêmico 2020? O cenário com taxa de juros muito baixa tem deixado os antigos "rentistas" com dúvidas sobre onde aplicar o seu dinheiro.

Com isso em mente, o especialista Beto Assad, analista de ações e consultor financeiro para o Kinvo, aplicativo que consolida investimentos de bancos e corretoras em um só lugar, lista alguns setores e investimentos que podem ter uma boa performance nos próximos 10 meses. Confira:

1. Varejo e e-commerce

Pode-se dizer que o ano de 2020 foi uma grande lição para as varejistas. Com toda a crise envolvendo o fechamento do comércio durante o auge da pandemia, as empresas que se adaptaram mais rápido e colocaram o foco no e-commerce se saíram muito bem. Com a expectativa de retomada da economia neste ano, o varejo deve ser um dos setores mais beneficiados, tanto nas lojas físicas quanto no e-commerce, que definitivamente veio para ficar.
 
2. Mercado imobiliário

Este é mais um setor que deve se beneficiar da esperada recuperação econômica do país. Mas, para diluir o risco e a falta de liquidez que grandes aportes de dinheiro num único imóvel traz, recomendo algumas opções de fundos imobiliários. Para tanto, é necessário conhecer os fundos que mais se adequam a cada tipo de perfil.

3. Setor bancário

Muito afetado durante a pandemia, possui boas possibilidades de retomada de um bom movimento de alta, surfando um gradual aumento da taxa de juros que devemos ter ainda neste semestre. No entanto, para quem resolveu investir nos grandes bancos com a expectativa de ter os mesmos resultados vistos no passado, é melhor rever este conceito. Isso porque o país enfrenta uma nova realidade, com juros que possivelmente não voltarão mais a patamares tão altos como no passado. Soma-se a isso a concorrência cada vez maior dos bancos digitais, que tendem a dividir os clientes com as instituições mais tradicionais. De qualquer maneira, é um setor que deve se recuperar neste ano.

4. Commodities

A alta do dólar é uma demanda que volta a se aquecer mundialmente e pode favorecer o setor de commodities, historicamente um setor de destaque nas exportações brasileiras. Tanto a demanda por aço como o setor de agropecuária tendem a ter um bom desempenho em 2021.

5. Criptomoedas

É preciso ter cautela quando o assunto são as moedas digitais, devido à falta de controle dos governos. Mas não se pode negar o protagonismo que elas devem exercer em um futuro não tão distante. Grandes bancos americanos já abriram as portas para seus clientes transacionarem ativos digitais e uma das empresas mais inovadoras do mundo, a fábrica de carros elétricos Tesla, avisou ao mercado que passará a aceitar Bitcoin como meio de pagamento para seus produtos. Isso deve atrair mais empresas e investidores, dando ainda mais ânimo para a continuidade do movimento de alta que estes ativos estão surfando.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp