23/10/2018 às 12h26min - Atualizada em 17/11/2018 às 11h45min

QUATRO DICAS PARA A PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA

Dados do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional de Câncer (INCA): o câncer de mama responde por 25% dos novos casos anuais de câncer no Brasil. Entre 2016 e 2017, foram estimadas 57.960 ocorrências em todo o país. “O câncer de mama é definido como o crescimento de células malignas a partir do tecido mamário. O sintoma mais perceptível é o surgimento do nódulo no seio, que pode ou não ser palpável. Por isso, é importante que a mulher fique atenta também a outros sinais, como inchaço, alterações na coloração, tamanho, formato, textura da pele das mamas e secreções que saem do mamilo”, explica Renato de Oliveira, ginecologista e infertileuta da Criogênesis.
 
A precaução é a melhor forma de lidar com qualquer doença. Por isso, o especialista separou quatro dicas para prevenir o câncer de mama: 
Autoexame - Apesar de não substituir os exames regulares, o autoexame ajuda na detecção de alterações nas mamas. “O autoexame deve ser realizado uma vez ao mês, na semana seguinte ao término da menstruação. A mulher deve posicionar-se em frente ao espelho, com uma mão atrás da nuca, usando a outra para palpar a mama suavemente com os dedos. Enquanto isso, ela deve observar se há alguma alteração visível, como por exemplo, alteração na pele ou no formato da mama. Para as pacientes que não menstruam, recomenda-se o autoexame sempre no mesmo dia de cada mês”.
Realização da mamografia - A mamografia pode detectar lesões pequenas. “Apesar de não ser consenso se a idade de início de investigação das mamas por mamografia ser aos 40 ou 50 anos, considerando ausência de fatores de risco como o antecedente familiar de câncer de mama, a recomendação de as mulheres, a partir dos 40 anos, realizarem a mamografia uma vez ao ano é amplamente realizada. Caso tenham algum parente próximo com câncer de mama, o início da investigação é antecipado”, explica Renato. A ultrassonografia pode ser indicada como exame complementar, assim como há indicações específicas para o rastreamento com a ressonância nuclear magnética.
Hábitos saudáveis - A prática de exercícios regulares inibe o desequilíbrio hormonal, importante fator de prevenção do câncer de mama. Além disso, o consumo de frutas, vegetais folhosos, crucíferas ( Brócolis, couve-flor e etc), leguminosas, associadas a um baixo consumo de gordura saturada, também previnem o aparecimento de câncer, pois diminuem a formação de radicais livres.
 
Amamentação -  Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), a amamentação completa diminui de 3 a 4% o risco da mulher desenvolver o câncer de mama. Mulheres que amamentam por mais de seis meses têm menos chances de desenvolver a doença devido a substituição de tecido glandular por gordura nas mamas. “Isso mostra que, não apenas os bebês se beneficiam da amamentação, mas as mamães também. Por isso, é fundamental sempre orientar as gestantes que o aleitamento materno, além de fonte de saúde, ajuda na prevenção desta terrível doença”, finaliza o especialista. 
 
Sobre a Criogênesis
A Criogênesis, que nasceu em São Paulo e possui mais de 15 anos de experiência com células-tronco, é acreditada pela AABB (Associação Norte Americana de Bancos de Sangue) e certificada pela IQNet NBR ISO 9001:2015. A clínica é referência em serviços de coleta e criopreservação de células-tronco, medicina reprodutiva, gel de plaquetas e aférese, incluindo a diferenciada técnica de fotoférese extracorpórea. Sua missão é estimular o desenvolvimento da biotecnologia através de pesquisas, assegurando uma reserva celular para tratamento genético futuro. www.criogenesis.com.br.   
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp