01/05/2021 às 16h58min - Atualizada em 01/05/2021 às 16h58min

Carta aberta orienta vereadores sobre promoção de iniciativas voltadas às mulheres

O documento foi entregue pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) durante evento com parlamentares de todo o país nesta quarta-feira (28)

https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2021/abril/carta-aberta-orienta-vereadores-sobre-promocao-de-iniciativas-voltadas-as-mulheres
A carta abrange temas como saúde, enfrentamento à violência, empreendedorismo, qualificação profissional e maternidade (Foto: divulgação/SNPM)

 

A carta abrange temas como saúde, enfrentamento à violência, empreendedorismo, qualificação profissional e maternidade (Foto: divulgação/SNPM)

Com o intuito de nortear a elaboração de políticas públicas para o segmento feminino no âmbito municipal, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) elaborou a "Carta aberta aos vereadores do Brasil 2021". O documento foi entregue nesta quarta-feira (28), durante o Encontro Nacional de Legislativos Municipais e Fórum Nacional da Mulher Parlamentar, nesta quarta-feira (28), em Brasília (DF).

Durante a cerimônia, a titular do MMFDH, ministra Damares Alves, destacou que carta contempla 35 itens e trata de temas importantes como saúde, enfrentamento à violência, empreendedorismo, qualificação profissional e maternidade. “Vamos juntos proteger as mulheres brasileiras. Unidos podemos fazer uma grande diferença no país", convidou a ministra.

Acesse o documento

A secretária nacional de políticas para as mulheres do MMFDH, Cristiane Britto, afirmou que as medidas podem ser promovidas a curto, médio e longo prazo. Para a gestora, é crucial o diálogo com o Legislativo municipal, pois os vereadores compreendem bem a necessidade da população e são os porta-vozes políticos mais próximos do dia a dia do povo.

"Vocês podem ajudar as mulheres do seu município a viver sem violência, a ter condições justas para que possam desenvolver todo o seu potencial produtivo, sem a barreira da discriminação. Por exemplo, vocês podem ajudá-las a exercer a maternidade sem que isso represente um peso", disse a secretária.

Na oportunidade, a gestora também chamou a atenção para a importância de canais de denúncia como o Ligue 180 (Central de Atendimento à Mulher). Coordenados pelo MMFDH, o serviço gratuito pode ser acionado pelo site, aplicativo Direitos Humanos Brasil, Telegram e Whatsapp (61 99656-5008).

"Gostaria de ressaltar que o compromisso com as mulheres pode fazer a diferença entre viver e morrer. Infelizmente, figuramos na lista dos países que mais mata mulheres. Mais de 260 mil casos de violência doméstica são registradas todos os anos. É isso, meus amigos. Contamos com vocês nessa missão, por um país melhor para todos", completou.

Parceria

Para a vereadora Nuria Dias (Republicanos), de Teofilândia (BA), a carta vai fortalecer o trabalho conjunto entre os poderes. "Foram citados itens importantes para que possamos fazer a nossa parte enquanto Legislativo e também cobrar os nossos gestores. Aqui tem ações que eram até então desconhecidas pelos municípios", contou.

Promovidos pela União de Vereadores do Brasil (UVB), o Encontro Nacional de Legislativos Municipais e Fórum Nacional da Mulher homenagearam mulheres de destaque do país. A ministra Damares Alves e a secretária Cristiane Britto receberam medalhas.

Para dúvidas e mais informações:
gab.snpm@mdh.gov.br

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp