06/05/2021 às 18h44min - Atualizada em 06/05/2021 às 23h00min

Flippening: Bitcoin vai perder espaço para o Ethereum?

Processo consiste na possibilidade do Ethereum ultrapassar o Bitcoin na capitalização de mercado

SALA DA NOTÍCIA BlueBenx
https://bluebenx.com/

O Ethereum (ETH) rompeu a valorização de  US$ 3 mil pela primeira vez. A moeda, que é a segunda maior do mercado de cripto ativos depois do Bitcoin, segue em alta desde o início do ano e a valorização em 2020 passou de 1.400%, contra mais de 320$ do Bitcoin.

Devido a essa valorização, o mercado de ativos digitais passou por uma movimentação expressiva. Na segunda-feira (3/5), as quatro maiores bolsas que oferecem o Ethereum, Deribit, OKEx, Huobi e bit.com, registraram juntas uma negociação de US$ 1,32 bilhão no ativo, já o Bitcoin teve um volume de transações em  US$ 879 milhões, sendo primeira vez que o ETH supera BTC, segundo dados Skew apontados no portal Coindesk.

Com esse fenômeno, um termo conhecido no universo de criptomoedas vem à tona: o “Flippening”. O termo criado em 2017 remete a possibilidade de o Ethereum ultrapassar o Bitcoin na capitalização de mercado. 

Porém, este movimento mostra muito mais do que somente uma valorização das principais criptomoedas, mas uma forte adesão de ativos do mercado cripto. “O Bitcoin valorizou muito em 2020 e o Ethereum mais ainda, mas elas não são as únicas moedas ou opções desse setor que tem ganhado cada vez mais espaço no mercado e que devem entrar na carteira do investidor", explica Roberto Cardassi, CEO da BlueBenx - fintech especializada no mercado de criptomoedas, security tokens e iniciativas na blockchain. . 

“Opções como NTFs, DeFis e até Staking podem ser vantajosas, dependendo da estratégia e perfil do investidor. O mercado tem muito potencial e vai continuar crescendo nos próximos meses e é preciso ficar atento a ele aproveitando as oportunidades”, completa o especialista.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp