14/06/2021 às 23h31min - Atualizada em 20/06/2021 às 00h00min

Elopement wedding é opção para quem deseja casar em segurança na pandemia

Formato que vem sendo utilizado para os casamentos que acontecem de maneira repentina

SALA DA NOTÍCIA Redação
Maruk Photos
Casar durante a pandemia tem sido uma decisão difícil para muitos casais que fizeram planos para realizar esse sonho em 2020. No entanto, há outras maneiras para não adiar esse sonho em 2021. O elopement wedding, que quer dizer basicamente casamento a dois, é um formato que vem sendo utilizado para os casamentos que acontecem de maneira repentina e, até mesmo, secreta. Geralmente, quando há convidados, eles são pouquíssimos, só os membros da família mais chegados, como pai, mãe e irmãos, e amigos muito próximos. Por se tratar de algo bem restrito, essa modalidade de casamento (respeitando todas as regras de segurança, distanciamento e sanitárias previstas) pode ser realizada durante a pandemia.  

O formato tem caído no gosto de celebridades, como a modelo Isabeli Fontana e o cantor Di Ferrero, mas esse tipo de casamento, especialmente por suas vantagens, também está se tornando tendência entre casais anônimos. É o caso de Miryane e Bruno, que se uniram em uma celebração com esse formato no início do mês de maio. Os apaixonados se conheceram no Aeroporto de Brasília, quando tinham um compromisso de trabalho na capital. Foi amor à primeira vista, Miryane lembra que sentiu como se eles sempre se conhecessem. “A pandemia foi se alongando e eu queria muito que nos casássemos logo, queria que fosse no Lago Paranoá, em Brasília, pois foi o primeiro lugar para onde saímos juntos”, afirma Miryane.

Antes, Miryane morava em Goiânia e Bruno, em Curitiba. Ambos escolheram se casar em Brasília por ser o local onde se conheceram, mas não foi uma cerimônia comum. “Meu desejo era que fosse algo bem simples em um deck, mas o Bruno falava que queria que fosse ‘de qualquer jeito’, mas ainda tínhamos o receio do vírus”, diz. Atualmente, os recém-casados estão morando em Brasília. 

Elopement significa fugir. Nada mais é do que um casamento secreto, escondido e fugido. Essa era a ideia inicial do casal, que planejava uma cerimônia para os dois e uma amiga, que ficaria responsável pela celebração. Mas alguns ajustes na lista foram feitos: “Nesse meio tempo minha mãe se vacinou e acabamos por incluí-la na lista, o irmão caçula do Bruno e minha cunhada. Com essa quantidade de pessoas, estaríamos resguardados dos decretos, cuidando para não termos aglomeração e poderíamos contar com uma equipe de profissionais para nos ajudar”, explica.

As dificuldades do lockdown – Em meio aos preparativos, os noivos foram surpreendidos com o fechamento do comércio. O vestido da noiva teve que ser confeccionado pela mãe de Miryane e os tecidos foram comprados pela Internet.  

“Tive que me arriscar com o vestido de noiva, com as lojas fechadas comecei a pesquisar pela Internet, me apaixonei pelos vestidos estilo boho e cheios de brilho. Comprei o tecido pela rede e minha mãe costurou o modelo que imaginei, o tecido do forro foi comprado três vezes, pois não gostei dos dois primeiros”, lembra. 

O anel para o pedido oficial na cerimônia também atrasou, mas isso não desanimou os noivos. O modelo foi criado pelo noivo e acabou ficando pronto só após o casamento. “O Bruno não conseguiu mandar fazer o anel para o pedido oficial, ele mesmo criou o modelo e mandou fazer. Como não daria para resolver pela Internet, o anel acabou ficando pronto só após o casamento”, destaca. 

Surpreenderam os convidados – Para firmar a união, os noivos escolheram enviar um cartão com o recado “Casamos!” e o vídeo do casamento para os amigos e familiares mais distantes. A transmissão ao vivo não era uma opção. “Na minha cabeça não fazia sentido contar e não poder convidar as pessoas. Não tinha como enviar um convite sem convidar. Então, preferi que fosse segredo para preparar a surpresa do pós-casamento”, explica a noiva. 

Por outro lado, a escolha contribuiu para que os noivos não desagradassem os familiares que não entendiam o isolamento social e insistiam em participar presencialmente. “Fazer uma transmissão parecia excludente com as pessoas, então eu quis que fosse mais especial, que elas se sentissem queridas. Por isso, o casamento foi um segredo para nossos familiares e amigos”, acredita. 

A surpresa ainda está sendo enviada para os amigos e familiares, virtualmente, e tem surpreendido a todos pela ideia inovadora e pelo comunicado do casamento inesperado. “O cartão vai com um QR Code por meio do qual as pessoas podem assistir ao vídeo dos preparativos e da nossa cerimônia. Estamos recebendo muitas mensagens emocionadas e lindas que tem enchido nossos corações de alegria. Nós conseguimos fazer um evento que ficou muito íntimo, focado em nós dois e no nosso dia. Ficamos com a certeza de que tomamos a decisão certa e de que conseguimos dividir esse momento de uma maneira especial, espalhando amor", conta.

Acessórios e buquê: @cida.flores
Alianças: @tiffanyandco
Beleza: @leandroferreiramake
Bolo: @vera.naves
Cerimonial: @lozicomvoce
Decoração: @rafaelaorlandinidesignfloral
Doces e bem casados: @mariaameliadoces
Local making of: @stayexperiencepatuanu
Filmagem e imagens aéreas: @reliefilmes por @shenriques 
Foto: @gouveiaphotoart por @marukphoto 
Local e Buffet: @patuanu
Sandália noiva: @jimmychoo
Terno e sapato noivo: @leone.cuordileone
Vestido Noiva: Mãe da Noiva
 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp