31/08/2021 às 08h57min - Atualizada em 31/08/2021 às 08h45min

Fadinha do Skate e Douglas Souza: Mari Lins analisa personagens de sucesso nas redes sociais

SUAIMPRENSA - cidadenoar.com
Foto: Divulgação/Reprodução

Personagens como os atletas Rayssa Leal e Douglas Souza usaram o gancho do sucesso da Olimpíada de Tóquio para viralizarem e ganharem visibilidade, explica Mari Lins, empresária especializada na assessoria de influenciadores digitais

Não basta já ser famoso para amealhar seguidores e fazer sucesso nas redes sociais. É necessário gerar conteúdo diário que gere engajamento dos usuários. Um exemplo é o jogador de vôlei Douglas Souza, que reúne mais de 3 milhões de seguidores e durante a Olimpíada de Tóquio tem cativado os usuários do Instagram com postagens bem humoradas sobre o cotidiano nos Jogos Olímpicos, assim como a precoce Rayssa Leal, a Fadinha do Skate, que tem 6,5 milhões de seguidores. “Muitas pessoas sonham em ser influencer, mas não é fácil, é preciso ser criativo e se dedicar, pois os conteúdos precisam chamar a atenção e serem constantes”, explica a empresária Mari Lins, que assessora influencers. Em seu rol de clientes estão nomes famosos das redes sociais, como

Gracielly Williane, Maxsuelzinho e Brenda Isadora. Mari Lins não trabalha com influenciadores com menos 200 mil seguidores.

Tanto a Fadinha do Skate quanto Douglas Souza atraem público não apenas por estarem na Olimpíada, mas também porque seus conteúdos são interessantes, já que mesclam bastidores dos universo esportivo, informação e humor. Mari Lins explica que o segredo é saber o que interessa ao público. “Há famosos que não fazem tanto sucesso nas redes sociais, pois mesmo sendo conhecidos, não postam com frequência ou não se interessam em gerar engajamento. Enquanto que há anônimos que se tornam famosos no mundo online para depois se expandirem para o mundo real”. Mari é enfática ao afirmar que para crescer ou se manter em alta é necessário dedicação para postar diariamente e produzir conteúdos relevantes. Um exemplo é uma de suas assessoradas, a cantora Paulinha Abelha. Ela já era conhecida fora das redes sociais por sua carreira na banda Calcinha Preta, mas o que a fez conquistar fãs no Instagram e manter o público foi seu engajamento online. “Formar um influencer é muito difícil, na minha opinião, embora haja orientações de conteúdo e de posicionamento, pois acredito na naturalidade das coisas”. Portanto, a dica para quem deseja ingressar no meio é a mesma para qualquer carreira: dedicação.

Quem é Mari Lins

Dona da Mari Lins Assessoria, agência especializada em influencers, a empresária abriu seu negócio em 2020 durante a pandemia e assessora diversos influenciadores pelo Brasil. Começou sozinha e hoje tem sócios e parceiros em diversos estados e países, Florida, Rússia, estados unidos, como Bahia, Espírito Santo e São Paulo. Mari é especialista em mídia sociais e marketing de conteúdo e tem mais 22 cursos certificados, sonhava em se formar em  Direito,  entretanto, não concluiu este curso devido a uma reviravolta em sua vida: após sofrer assédio moral e sexual na empresa onde trabalhava, denunciou entrou com uma ação Judicial contra os assediadores. Foram dois anos de sua vida dedicados ao processo, mas acabou demitida e sem ver a punição dos responsáveis. Isso a fez buscar reinventar sua vida, foi quando abandonou o Direito, ingressou na área de marketing e fez 23 cursos, como gestão financeira, mídia sociais, marketing digital  para se aprimorar e montar seu próprio negócio, como empresária, e Especialista em mídias sociais e marketing de conteúdo. Após isso, entrou nesse meio e conquistou o sucesso que almejava. Hoje, além de dominar o universo dos influencers e do marketing digital, ela se dedica a falar sobre assédio no ambiente de trabalho. Mari Lins é alagoana, natural de Major Izidoro, e mora há mais de dez anos na capital Maceió.

Instagram maricavalcantelins

site https://marilinsassessoria.com/


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp