10/09/2021 às 15h45min - Atualizada em 11/09/2021 às 00h00min

Mercado brasileiro registra aumento no número de compras de empresas em 2021

Oportunidades de aquisição de empresas aumentam em 2021. Existem 7 setores em destaque que podem ser uma boa alternativa para quem quer adquirir um negócio em 2021.

DINO
https://www.capitalinvest-group.com/pt/


Segundo a TTR, o mercado brasileiro registrou aumento no número de transações de compra de empresas 48% no primeiro semestre de 2021, sendo o segmento de IT o recordista em número de transações.

Essa tendência do aumento de oportunidades de aquisição também aparece nas documentações entregues pelas companhias listadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Análise dos comunicados das empresas de capital aberto feito pela MZ mostra que, no acumulado do ano, o número de documentos referentes a aquisições subiram 17% ante 2020, sendo que o setor de tecnologia foi o líder em anúncios.

De fato, comprar empresas no momento atual pode ser um bom investimento para quem quer aproveitar as oportunidades promovidas pela pandemia. Segundo a pesquisa de “temperatura de Fusões e Aquisições” realizada no segundo trimestre de 2021 pela CAPITAL INVEST – M&A Advisors, boutique de M&A (“Mergers&Acquisitions”) que presta serviços de assessoramento financeiro em fusões e aquisições, enquanto algumas empresas acabaram se deparando com dificuldades financeiras, outras se destacaram e mantiveram um bom crescimento mesmo diante da crise. Ambos tipos de empresa precisam de capital por motivos diferentes: as empresas em dificuldade para superar a crise e as empresas em crescimento para aproveitar a oportunidade de mercado. Entretanto, as melhores oportunidades de aquisição são as empresas dos setores que foram favorecidos pela crise.

Durante a pandemia, os hábitos da população acabaram se alterando bastante, especialmente com o crescimento do trabalho remoto, ou home office. Segundo uma pesquisa da FIA, home office foi adoptado por 46% das empresas durante a pandemia. Isso fez com que as pessoas passassem mais tempo em casa, saindo menos para atividades de lazer como bares, restaurantes, cinema, shopping etc. Por outro lado, as empresas também tiveram que se adaptar e investir mais em tecnologia, oferecendo melhores condições de trabalho aos seus colaboradores que passaram a atuar à distância.

Segundo a pesquisa de “temperatura de Fusões e Aquisições” previamente mencionada e ainda a análise e a experiência de mercado dos executivos da CAPITAL INVEST, a crise gerou boas oportunidades para comprar empresas, e para encontrar o melhor negócio é preciso avaliar quais os setores estão em alta e quais foram mais impactados pela crise. Segmentos relacionados à alimentação fora de casa, viagens, varejo, etc., passaram por dificuldades no ano passado, mas já voltam a se reerguer conforme medidas de isolamento são flexibilizadas. Já setores relacionados à saúde, compras online, transformação digital, entre outros, seguem em forte expansão e devem permanecer demandados ao longo do tempo. Abaixo alguns setores que podem ser uma boa alternativa para quem pretende adquirir um negócio em 2021:

1. IT

O segmento de tecnologia da informação (IT em inglês) tem crescido bastante durante a pandemia. Até empresas dos segmentos mais tradicionais precisaram acelerar sua digitalização para conseguir atender as novas demandas e continuar funcionando com uma grande parte de seus funcionários em “home office”. Portanto empresas de outsourcing, ERP, cloud services, venda por internet, workflow, marketplaces B2B, etc cresceram exponencialmente durante a pandemia e são excelentes oportunidades de investimento.

2. E-commerce

O comércio online, que já era popular no passado, agora veio para ficar e está cada vez mais em expansão. A pandemia fez com que a população passasse a fazer mais compras pela Internet, o que gerou um boom no e-commerce, com destaque para marketplaces de grande nome. Portanto, para quem atua na área de varejo ou comércio e quer expandir, investir na digitalização e adquirir um e-commerce que já possui expertise e ferramentas para isso pode render bons frutos.

3. Delivery

Seguindo a mesma lógica do e-commerce, o mercado de delivery também está em alta, seja para alimentação rápida, como bares e restaurantes que acabaram adotando o modelo de pedidos online, seja para grandes compras, como supermercados, ou até para outros setores, como farmácias e produtos para pets. A tendência é que cada vez mais as pessoas deixem de lado o contato presencial na hora de fazer esse tipo de compra e apostam nas entregas em casa. Comprar uma empresa que presta esse tipo de serviço pode agregar valor ao seu negócio, com potencial de crescimento pelos próximos anos.

4. Games

O nicho de jogos também está em forte expansão. Isso porque as oportunidades de lazer para as pessoas ficam mais limitadas diante da impossibilidade de ir a teatros, cinema ou determinados parques. Assim, jogos online ou mobile, que já faziam parte de um mercado altamente lucrativo, agora devem permanecer ainda mais em expansão.

5. Alimentos prontos para consumo

A pandemia mudou os hábitos alimentares das pessoas, que passaram a ficar mais tempo em casa, podendo preparar seu próprio alimento. Conforme as atividades de home office vão crescendo, contudo, as pessoas buscam ter mais agilidade na execução de tarefas diárias. Por isso, alimentos prontos para o consumo são muito procurados. O fornecimento de uma alimentação mais saudável também pode agregar valor ao negócio, já que no momento atual de crise a população vem se conscientizando sobre a importância de manter hábitos mais saudáveis.

6. Saúde e bem-estar

Conforme mencionamos antes, a população tem procurado manter hábitos mais saudáveis diante de uma crise sanitária que afetou muito sua rotina. Com possibilidades mais restritas para se exercitar ou ter momentos de descanso e lazer, produtos relacionados à saúde e bem-estar são mais procurados para quem quer manter uma rotina de exercícios físicos em casa e cuidar do corpo. Empresas focadas nesse segmento tendem a ter uma boa demanda.

7. Materiais de construção

Um segmento que talvez tenha ficado paralisado em um primeiro momento da pandemia agora está voltando ao radar da população é o de reformas. A realização de obras em casa talvez não tenha sido prioridade para as pessoas que buscaram fazer um isolamento social mais rígido e se preocuparam em poupar dinheiro diante das incertezas que a crise trouxe. Passado mais de um ano, a necessidade de tocar manutenções e reformas que outrora ficaram em segundo plano está começando a crescer. Com isso, o segmento de materiais de construção é um nicho que deve permanecer em alta durante um tempo, podendo ser uma boa oportunidade de investimento.

Segundo os executivos da CAPITAL INVEST, antes de tomar uma decisão sobre qual setor é o ideal entrar, é preciso saber a motivação para comprar uma empresa. Avaliar as sinergias entre a companhia a ser adquirida e o seu negócio é fundamental, e isso passa também por uma análise sobre o potencial de crescimento do negócio, a diversificação que essa compra vai proporcionar, entre outros fatores. Por isso, uma pesquisa de mercado deve ser bem feita para que comprar empresas seja uma estratégia realizada da melhor maneira possível, criando oportunidade de expansão com o menor risco.



Website: https://www.capitalinvest-group.com/pt/
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp