10/12/2021 às 22h38min - Atualizada em 12/12/2021 às 00h00min

Pedro Mann canta o amor como forma de libertação no novo single e clipe, “Andar e Ver”

Artista carioca lança parceria composta com Gabriel Pondé em lançamento do selo Pomar

SALA DA NOTÍCIA Nathália Pandeló Corrêa

O cantor e compositor carioca Pedro Mann segue revelando canções inéditas em uma sequência de singles que oferecem novidades e revisitam pérolas de seu repertório. Retomando uma longa parceria com Gabriel Pondé, Mann reflete sobre a dualidade entre amar alguém e querer por perto, ao mesmo tempo que se faz necessário deixar o outro livre para ser e fazer o que deseja. A canção ganha um clipe, já disponível no YouTube, e chega às plataformas de streaming via selo Pomar.

Assista “Andar e Ver”: https://youtu.be/4HXZFll5rI0

Ouça “Andar e ver”: https://pomar.fanlink.to/AndareVer

 

“Essa música fala sobre liberdade e seu clipe é um passeio por diversas sensações. É sobre sentir. Amar sem apego e aprender a voar sem medo. Amar é justamente sobre deixar o outro livre, inclusive pra ir embora se assim fluir. Esse é o sentimento que quisemos passar no clipe. Lá sou um andarilho que sente tudo. Não se esconde na racionalidade, abre o peito com a coragem dos que amam incondicionalmente. O clipe é uma experiência sensorial”, conta Mann.

“Andar e Ver” propõe um amor leve, de assumir os riscos ao deixar o parceiro livre para viver e voar, sem medo. Mann escreve sobre relacionamentos de um ponto de vista moderno, sem amarras, refletindo em suas canções sobre relações à distância, plurais e sempre atuais. 

“Para mim amor é querer o bem do outro e deixá-lo livre - inclusive para ir embora e não te amar mais. Por isso resolvi falar disso na música convocando meu parceiro de composição  Gabriel Pondé”, resume o músico.

Num raro equilíbrio entre melodia e letra, o autor canta versos como “Viver é descobrir” e “só tem lua pra quem olha o céu”, invocando o desapego de quem não coloca condições para amar. O arranjo é singelo com violões e piano Rhodes, todo gravado no estúdio em que Mann mantém em sua própria casa. Ele canta, toca violões e baixo e recebe Ricardo Rito nas teclas. A mixagem é de Renato Alscher.

Sempre somando parcerias com nomes de destaque do cenário musical, Pedro Mann lançou recentemente uma série de singles e o EP “Asa”, onde contou com duetos com Caio Prado e Laura Petit. Também mostrou sua própria interpretação de “Preciso dizer que te amo”, de Cazuza e Bebel Gilberto, e regravou “Com você por aqui”, um dos destaques da sua discografia. 

Nome que marca a sua geração de cantores, compositores e multi instrumentistas cariocas, Pedro Mann chama atenção com sua carreira solo - onde soma os álbuns “O mundo mora logo ali”, “Cidade Copacabana” e “Salineiras” -, o grupo Bondesom e atuando ao lado de grandes nomes da música brasileira (Gilberto Gil, Roberta Sá, Forróçacana e Geraldo Azevedo). 

Comprovando sua versatilidade enquanto artista solo, Pedro Mann oferece um novo olhar sobre as relações com “Andar e Ver”, já disponível para streaming.

 

Ficha técnica

Voz, violões e baixo: Pedro Mann

Rodhes: Ricardo Rito

Mixagem: Renato Alscher

Selo: Pomar

 

Direção e Montagem: Tai Fonseca

Direção de Fotografia e Cor: Pedro Erthal

Desenho de som: Sarah Abdala

Elenco e Voz: Pedro Mann

Figurino: Keep Weekend

Agradecimento: Isa Kaplan, Ricardo Rito

Realização: Pomar

 

Crédito: Fernando Young

 

Letra

Quem sabe o vento traz

Lento

O que será de nós

O melhor de dois

No tempo eu sei

Se ajeita

Deixa o amor correr

Leve

Viver é descobrir

Seja como for

Ficou no ar

Um beijo

Pode o amor durar

Livre

Eu quero ver você

Voar sem medo

Só tem lua pra quem olha o céu

Tenta coisa pra gente viver

O que tiver que ser será

Bora andar e ver


 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp