08/04/2022 às 10h11min - Atualizada em 12/04/2022 às 00h00min

Marcelo Callado lança quinto álbum solo, “Hiato”

Disco vai do isolamento ao encontro com grandes nomes da cena carioca

SALA DA NOTÍCIA Nathália Pandeló Corrêa
Joana Antonaccio

Marcelo Callado transforma solidão em encontro e “Hiato” em continuidade em seu mais novo trabalho solo. O quinto disco da carreira do músico prolífico - conhecido por projetos como a Banda Cê, DoAmor e Tripa Seca, entre outros - agora ganha mais um capítulo repleto de composições a múltiplas mãos, muitos riffs de guitarra e uma poética que busca nas águas do mar, nas pausas e silêncios, no ócio e na saudade a força para seguir em frente. O disco chega às principais plataformas pelo selo Pomar.

Ouça “Hiato”: https://pomar.fanlink.to/Hiato

“‘Hiato’, meu quinto disco solo, nasceu assim como o anterior ‘Saída’, desse período de confinamento devido à pandemia do Coronavírus. Gravado em casa, com algumas poucas participações, ele espelha ainda mais um mergulho dentro das minhas próprias possibilidades de criação, execução e desenvolvimento de idéias para canções”, comenta o artista.

Callado se reúne neste trabalho com alguns dos seus mais frequentes colaboradores. Ana Frango Elétrico, Nina Becker, Ava Rocha, Vovô Bebê, Gabriel Bubu, Ricardo Dias Gomes e Guilherme Lírio são apenas alguns dos nomes que povoam “Hiato”, das composições à produção. O próprio Marcelo Callado vai muito além da bateria pela qual ficou conhecido, tocando violão, guitarras, baixo, pianinhos, percussões e efeitos, entre outros instrumentos, ao longo das 11 canções.

Entre letras em Português e uma em Inglês, Marcelo Callado passa por temas humanos e atuais. O narcisismo surge na irônica “Eueueueueu”; “Própria cruz” traz uma metáfora entre religiosidade e condicionamento comportamental; enquanto “Beijo do sol” transforma nostalgia e saudade em poesia. A sedução aparece em “Na Tua”, enquanto o isolamento pauta “Beijo do Mar” e a passagem do tempo permeia “Tecido Vivo” - as duas últimas escolhidas como singles. No disco “Hiato”, Callado vai do rock ao baião, da psicodelia ao folk, comprovando sua versatilidade musical e lírica e sua sensibilidade para criar obras que dialogam com seu tempo.

“Segundo o dicionário, a palavra ‘Hiato’ abrange alguns significados tais como: fenda, abertura, falta, intervalo, lacuna. Todos esses significados fizeram sentido para mim, tanto pelo momento pessoal pelo qual passava na feitura do álbum no ano passado, quanto pela observação do que estava à minha volta, acontecendo no mundo”, conta ele.

A experimentação e a exploração de novos limites para a música brasileira segue motivando Callado em mais uma incursão solo. “Hiato” se soma a uma discografia que já inclui também “Meu Trabalho Han Sollo Vol. II”, o álbum duplo “Musical Porém”, “Caduco” e “Saída”. Em comum, eles têm a mente inquieta de um criador que sempre busca se desafiar a fazer algo novo. 

“Hiato” está disponível para audição em todas as plataformas de música.

 

Ficha técnica

Hiato - Marcelo Callado

 

Produzido por Marcelo Callado

Faixa 4 co-produzida por Vovô Bebê

Faixa 7 co-produzida por Bonifrate

Faixa 10 co-produzida por Marcos Thanus

 

Masterizado por Daniel Carvalho

 

Arte: 

Pintura - Cora Becker

Foto - Marcelo Callado

Design - Tai Fonseca

 

Selo: Pomar

Editora: YBmusic

Assessoria: Build Up Media


 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp