29/04/2022 às 10h46min - Atualizada em 03/05/2022 às 00h10min

Dia do Trabalhador: há muito a avançar

Oriana Gaio (*)

SALA DA NOTÍCIA Oriana Gaio
Freepik
O dia 1º de maio é conhecido como o Dia do Trabalho ou também como Dia Internacional dos Trabalhadores. A data é considerada feriado em mais de 80 países e pessoas ao redor do mundo aproveitam para celebrar as conquistas dos trabalhadores e exigir salários mais justos e melhores condições laborais.

O Dia do Trabalho tem fortes ligações com eventos que ocorrerem nos Estados Unidos. Em maio de 1886, 400 mil trabalhadores entraram em greve para exigir uma jornada de oito horas. A greve começou pacificamente, mas no terceiro dia de protestos, especificamente na cidade de Chicago, houve uma grande onda de violência. A polícia atirou em trabalhadores, matando vários deles. No dia seguinte, mais protestos; uma bomba foi atirada na multidão e sete policiais e quatro trabalhadores mortos. A pessoa responsável pela bomba nunca foi identificada, mas oito trabalhadores foram presos. Sete deles foram condenados à morte, e um deles foi condenado a 15 anos de prisão. 

Muitas pessoas não acreditavam que os homens fossem culpados e o julgamento foi amplamente criticado. O evento ficou conhecido The Haymarket Affair e tornou-se um símbolo internacional da luta pelos direitos dos trabalhadores.

O dia 1º de maio foi escolhido para ser o marco desta data e, desde então, os movimentos trabalhistas continuam lutando e conquistando formas de trabalho decente e remuneração justa. Devido às ações tomadas pelos trabalhadores ao longo de muitos anos, milhões de pessoas conquistaram direitos e proteções fundamentais. Os salários-mínimos foram estabelecidos, assim como limites para a jornada de trabalho e direito a férias remuneradas e auxílio-doença. 

Embora o desejo por condições favoráveis de trabalho ainda não tenha sido universalmente cumprido, como é evidente pelos casos de trabalho infantil, casos de trabalhos análogos à escravidão e condições de trabalho insalubre ​​relatados frequentemente, o dia 1º de maio continua a ser uma celebração dos avanços feitos ao longo dos anos. 

Além de nos lembrar da luta por condições adequadas de trabalho e respeito aos trabalhadores, a data nos traz uma reflexão a respeito das novas formas de trabalho, principalmente em um mundo pós pandemia, que com auxílio da tecnologia, fez emergir outras necessidades quanto às configurações laborais que pudessem dar continuidade aos processos sem prejudicar as operações.

*Oriana Gaio é Mestre em Educação e Novas tecnologias, Especialista em Planejamento e Gestão de Negócios, com MBA em Liderança, e Coordenadora dos Cursos de Pós-Graduação em Recursos Humanos do Centro Universitário Internacional Uninter
 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp