10/06/2022 às 17h06min - Atualizada em 12/06/2022 às 00h10min

Na semana da segurança alimentar, Água Doce explica como manusear os alimentos de forma segura

Para a nutricionista da marca, Jaqueline Lopes, a higienização correta dos mantimentos contribui para saúde e bem-estar da população

SALA DA NOTÍCIA Caroline Souza
Divulgação/Água Doce Sabores do Brasil
Em 7 de junho foi celebrado o Dia Mundial da Segurança Alimentar. A data foi criada para conscientizar a população sobre a importância de higienização correta dos alimentos, com o objetivo de reduzir o risco de transmissão de doenças e garantir a segurança durante a alimentação. Para comemorar o dia, a nutricionista da Água Doce Sabores do Brasil, Jaqueline Lopes, ensina como manusear diversos tipos de alimentos de forma segura a fim de ter uma refeição saudável e sem correr riscos de contaminação.
 
Higienização de hortifruti
Selecione as folhas boas e lave uma a uma em água corrente. Lave também os legumes e frutas – somente os que forem consumidos crus e com casca. Prepare uma solução clorada, utilizando a medida de 1 colher de água sanitária para cada litro de água. É importante verificar no rótulo do produto se é indicado para usar em alimentos. Em seguida, coloque as folhas, legumes ou frutas até ficarem imersos na água e aguarde por 15 minutos. Após, enxague em água corrente para retirar todo o resíduo do produto, coloque em vasilhas higienizadas, cubra com plástico filme e mantenha refrigerado até o consumo. 
 
Descongelamento
No descongelamento, o produto começa a degelar primeiro na superfície, sendo uma abertura para proliferação de microrganismo, enquanto o interior se mantém congelado. É necessário realizar o degelo em ambiente refrigerado com temperatura inferior a 5ªC, ou seja, deixar o alimento dentro da geladeira para descongelar corretamente sem correr o risco de contaminação. O descongelamento também pode ser feito em forno micro-ondas. Após descongelar qualquer tipo de carne, não devemos lavá-la antes do preparo. Ao utilizar a água para lavar o insumo em questão, além de não ser eficiente na remoção de bactérias, isso ajuda na proliferação de bactérias causadoras de doenças.
 
Cocção dos alimentos 
A cocção ou preparo dos alimentos é um fator importante para prevenir contaminação. O procedimento elimina bactérias por meio de elevação de temperatura, que deve atingir 74ºC no centro do alimento, para matar os micróbios. Por este motivo, certifique-se que sua receita ou prato esteja aquecido por completo e não apenas na parte exterior. Também se lembre que algumas toxinas produzidas pelas bactérias podem voltar a se proliferar caso o alimento seja exposto a temperatura ambiente por muito tempo. 
 
Armazenamento dos produtos 
Utilize o sistema PVPS, que nada mais é que o primeiro a vencer deve ser o primeiro a ser consumido, ou seja, posicione os produtos com data de fabricação mais antigas na frente para facilitar a visualização. Os alimentos não devem ser armazenados junto com itens de limpeza, químicos ou de higiene. Além disso, os produtos devem estar afastados pelo menos 10 cm da parede e 60 cm do teto e não podem ter contato direto com o chão. Todos os procedimentos permitem a circulação de ar entre os alimentos. Outro ponto de atenção é manter afastado produtos industrializados como conservas, enlatados, entre outros, de grãos e cereais para evitar infestação de insetos. Para manter a despensa organizada, todas as mercadorias devem ser retiradas de embalagens secundárias, por exemplo, caixa de papelão ou sacos de papel. 
 
“As dicas são importantes tanto para quem administra um negócio do segmento de Food Service, como para toda a população. São ensinamentos básicos e simples que evitam a contaminação e doenças causadas por bactérias que se aproveitam de alimentos que não foram bem higienizados, preparados ou armazenados. Com os cuidados, garantimos no nosso bem-estar e saúde, além de aproveitar todo o valor nutricional dos alimentos. O processo de segurança alimentar inicia na escolha do fornecedor, no recebimento do produto e no armazenamento correto. Todos os passos são fundamentais para a saúde tanto do colaborador de um restaurante, quanto para as pessoas de uma forma geral”, finaliza Jaqueline. 
 
Sobre a Água Doce:
Os restaurantes da Água Doce são destino para famílias e grupos de amigos que buscam fazer de almoços, jantares, happy hours e confraternizações variadas um momento especial de entretenimento. O cardápio é extenso, repleto de delícias da culinária brasileira servidas em fartas porções e pratos. Além do extenso menu de cachaças e drinques, a casa é reconhecida pelo melhor Escondidinho do País, presente nas versões tradicional (carne de sol), camarão, frango e bacalhau, além das versões vegetarianas de palmito e alho-poró. Explorando o conceito rústico, os restaurantes proporcionam espaço aconchegante aos clientes, com música ao vivo e espaço kids, mais conhecido como Doce Cantinho. Atualmente, são 80 unidades em sete estados. Além do conceito de restaurante completo, a rede lançou dois modelos enxutos com investimentos menores: a Água Doce Express, que conta com um cardápio mais enxuto e foco em almoço e happy hour, além do tradicional jantar; e a Água Doce Delivery, focado nas entregas em domicílio e take away. 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp