30/10/2019 às 17h53min - Atualizada em 31/10/2019 às 00h33min

Avaliação do Ciclo de Vida Mostra que Produtos com Penas são mais Sustentáveis que Alternativas

A International Down and Feather Bureau Anuncia a recém publicada Avaliação do Ciclo de Vida de produtos com penas em comparação ao preenchimento com poliéster.

DINO

O revestimento natural de jaquetas, colchas e sacos de dormir tem um impacto 18 vezes menor nas mudanças climáticas do que o preenchimento com poliéster, segundo uma Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) que estudou o impacto ambiental do material de preenchimento com penas x poliéster. A ACV, encomendada pelo International Down and Feather Bureau (IDFB), analisou o impacto de ambos os materiais em 5 áreas ambientais: saúde humana, ecossistemas, recursos, demanda acumulada de energia e mudanças climáticas. Os resultados concluíram que, por tonelada, produtos com penas tem impactos 85% a 97% menores que com poliéster em todas as categorias de impacto analisadas.

A IDFB encomendou a Long Trail Sustainability, uma empresa independente terceirizada especializada em ACVs e relatórios de sustentabilidade, para fundamentar cientificamente a alegação de que produtos com penas têm uma amplitude ambiental mais baixa em comparação com sua alternativa.

“Como as penas são um recurso natural, sabíamos que tiveram um impacto ambiental positivo que nos levou a encomendar este estudo para verificar a sustentabilidade de alternativas de produtos com penas x sintéticos, como o poliéster", diz o presidente do IDFB, Stephen Palmer. "O movimento do consumidor em direção a produtos naturais e sustentáveis está precisamente alinhado com a proposta de valor de produtos derivados."

As penas são utilizadas para encher e isolar produtos do cotidiano, incluindo roupas, equipamentos para atividades ao ar livre e artigos domésticos, como roupas de cama e travesseiros. Além de ser um subproduto natural e renovável, as penas proporcionam um calor superior sem peso, sendo de origem ética e biodegradável.

O estudo teve um painel comparativo completo que avaliou desde a criação de patos e gansos até o processamento da criação, incluindo energia, água e detergente. Os limites para o poliéster incluíam o processamento do material de poliéster, incluindo polímeros de tereftalato de polietileno (PET), calor e eletricidade. O relatório segue as diretrizes da ISO 14040 e 14044, que descrevem os princípios e a estrutura para ACVs.

Para mais informação sobre a ACV, suas descobertas e a IDFB, acesse https://idfb.net/, ou entre em contato com a IDFB em idfb@idfb.net.

Sobre a International Down and Feather Bureau:

A IDFB é a associação comercial internacional da indústria de penas/plumas (processadores de matérias-primas e/ou produtores de artigos acabados, preenchidos com penas/plumas), locais de comercialização respectivos e institutos de testes independentes para penas/plumas como material de enchimento.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Mídia:

Katherine Hidchenko

KHidchenko@KellenCompany.com

+1 (212) 297-2151


Fonte: BUSINESS WIRE

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Veja mais...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp