20/06/2022 às 16h15min - Atualizada em 21/06/2022 às 00h20min

E-commerce de flores: dicas para cultivar uma loja virtual

Cada e-commerce possui particularidades em relação ao produto que comercializa. No caso das flores, envolve toda uma logística que o dono do negócio precisa estar atento para se manter no mercado.

DINO
http://www.giulianaflores.com.br/


A expansão do comércio eletrônico chama a atenção e não é de hoje. Nos últimos dois anos, o crescimento foi acentuado, e para 2022 a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) prevê que o setor fature quase R$ 170 bilhões e tenha um aumento de 5% de novos compradores, passando de 79,8 milhões para 83,79 milhões.

Cada tipo de loja, ainda que virtual, tem particularidades de armazenamento, manuseio, conservação, entrega, etc. No segmento de flores, por exemplo, além da compra e venda do produto, tem toda a questão afetiva que envolve o processo.

Esse mercado tem se mostrado aquecido. O Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura) estima que, em 2021, houve crescimento de 15% nesse mercado, e para 2022 espera-se um incremental de 12% em relação ao ano passado.

Da vitrine virtual à entrega, os processos são longos. O primeiro ponto é ter um site atrativo, considerando qualquer tipo de produto. A reciprocidade do consumidor, em relação a mercadoria, é essencial para que ele compre. Buscar boas fotos, descritivos detalhados do produto, condições de pagamento e facilidade no site são outros pontos importantes para que o cliente efetue a compra. Tudo isso passa pela organização do site.

Sobre as flores, especificamente, o armazenamento é o ponto alto para quem comercializa esse tipo de produto. Plantas como cactos e suculentas necessitam de pouca água. Já as bromélias, dracenas e jiboias não precisam de muita exposição solar, diferente das petúnias e alpínias. Assim, é preciso ter locais segmentados para armazenar e diferenciar as necessidades de cada uma, como luminosidade, temperatura (em geral entre 1 °C e 7 °C), quantidade de água e tipo de planta, se for de corte ou plantada em vaso. São questões que demandam investimento e planejamento.

A entrega é um dos pontos mais delicados nessa empreitada. O consumidor não quer receber flores murchas ou despetaladas. Plantas são produtos delicados e o cuidado com a embalagem no transporte deve ser tratado com seriedade para que o presente chegue nas condições esperadas pelo cliente.

Algumas floriculturas online buscam evoluir com a experiência do cliente e trazer soluções rápidas. Um exemplo é que em caso de o arranjo não estar em bom estado, ou o consumidor se sentir lesado com a compra, eles recebem outro produto se entrarem em contato com o SAC ou pelas redes sociais da loja. Um ponto pratico e um pós-venda com foco no cliente.

 

*Por Giuliana Flores



Website: http://www.giulianaflores.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp