22/06/2022 às 17h55min - Atualizada em 23/06/2022 às 00h00min

Violações de dados e complexidade na nuvem estão em alta, revela relatório da Thales

A adoção de diversas nuvens está em alta, com 72% das organizações usando vários provedores de IaaS. Eram 57% em 2021 66% das organizações armazenam de 21% a 60% de seus dados confidenciais na nuvem 45% sofreram uma violação de dados ou falharam em uma auditoria envolvendo dados e aplicativos na nuvem. Eram 35% em 2021

DINO


O Relatório de Segurança de Nuvem da Thales de 2022, conduzido pela 451 Research, parte da S&P Global Market Intelligence, relata que 45% das empresas sofreram nos últimos 12 meses uma violação de dados armazenados em nuvem ou uma falha de auditoria, um aumento de 5% em relação ao ano anterior1, levantando preocupações ainda maiores quantoàproteção de dados confidenciais de criminosos cibernéticos.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20220607005065/pt/

©Thales

©Thales

©Thales

A nível mundial, a adoção da nuvem e, sobretudo, a adoção de diversas nuvens, continua aumentando. Em 2021, organizações em todo o mundo estavam usando uma quantidade média de 110 aplicativos de software como serviço (SaaS)2, comparada com apenas oito em 2015, apresentando um aumento surpreendentemente rápido. Houve uma expansão notável no uso de vários provedores de IaaS, com 72% das empresas usando diversos provedores de IaaS, acima dos 57% do ano anterior. O uso de diversos provedores quase dobrou no ano passado, com uma em cada cinco das pessoas entrevistadas relatando usar três ou mais provedores.

Apesar de sua crescente prevalência e uso, as empresas compartilham preocupações comuns sobre a crescente complexidade dos serviços em nuvem, com a maioria (51%) dos profissionais de TI concordando que é mais complexo gerenciar a privacidade e a proteção de dados na nuvem. Além disso, a jornada para a nuvem também vem se tornando mais complexa, com a porcentagem de entrevistados relatando que esperam aumentar e mudar a mais simples das táticas de migração caindo de 55% para 24% entre 2021 e 2022.

Desafios de segurança da complexidade de diversas nuvens

Com o aumento da complexidade, surge uma necessidade ainda maior de segurança cibernética robusta. Quando questionados sobre qual porcentagem de seus dados confidenciais é armazenada na nuvem, uma maioria sólida (66%) disse entre 21 e 60%. Entretanto, apenas 25% disse que poderia classificar totalmente todos os dados.

Além disso, quase um terço (32%) admitiu ter que emitir uma notificação de violação a uma agência governamental, cliente, sócio ou funcionário. Isto deve ser motivo de preocupação entre empresas com dados confidenciais, sobretudo em setores altamente regulamentados.

Os ataques cibernéticos também apresentam um risco contínuo para aplicativos e dados em nuvem. Os entrevistados relataram uma prevalência crescente de ataques, com (26% citando um aumento em malware, 25% em ransomware e 19% em phishing / whaling.

Proteção de dados confidenciais

Quando se trata de proteger dados em ambientes de diversas nuvens, quem trabalha com TI vê na criptografia um controle crucial de segurança. A maioria dos entrevistados citou criptografia (59%) e gestão de chaves (52%) como as tecnologias de segurança que usam atualmente para proteger dados confidenciais na nuvem.

Entretanto, quando questionados sobre qual porcentagem de seus dados na nuvem são criptografados, apenas 11% disse que entre 81 e 100% são criptografados. Além disto, a expansão da plataforma de gestão de chaves pode ser um problema para as empresas. Apenas 10% das pessoas que participaram da pesquisa usa de uma a duas plataformas, 90% usam três ou mais, e quase 17% admitiu usar oito ou mais plataformas.

A criptografia deve ser uma área prioritária para as empresas quando se trata de proteger dados na nuvem. De fato, 40% dos entrevistados declararam que puderam evitar o processo de notificação de violação, pois os dados roubados ou vazados foram criptografados ou tokenizados, mostrando o valor tangível das plataformas de criptografia.

Além disto, é alentador ver sinais de que as empresas adotam a Zero Trust e investem de acordo. 29% disse que já está executando uma estratégia Zero Trust, 27% afirma que está avaliando e planejando uma, e 23% disseram que estão considerando. Este é um resultado positivo, mas certamente ainda há espaço para crescer.

Sebastien Cano, vice-presidente sênior para Atividades de Proteção e Licenciamento em Nuvem na Thales, disse: "A complexidade da gestão de ambientes de diversas nuvens não pode ser exagerada. Além disso, a crescente importância da soberania de dados está levantando cada vez mais questões para diretores de segurança da informação e diretores de proteção de dados ao considerar sua estratégia de nuvem, governança e gestão de riscos. O desafio não é apenas onde os dados confidenciais residem geograficamente, mas até mesmo quem tem acesso a dados confidenciais dentro da organização.

Há várias soluções, como criptografia e gestão de chaves. Por último, mas não menos importante, continuar adotando uma estratégia Zero Trust será essencial para proteger estes ambientes complexos, ajudando a garantir que as organizações possam dar suporte a seus dados e gerenciar futuros desafios."

Sobre o Estudo Global de Segurança em Nuvem da Thales de 2022

À medida que as organizações vão além das ações urgentes dos últimos dois anos, estão lutando para proteger os ambientes mais complexos em que operam agora. A edição mundial do Estudo de Segurança em Nuvem da Thales de 2022 analisou vários aspectos desses impactos em uma ampla pesquisa com profissionais de segurança e liderança executiva que abordou questões como transformação digital acelerada, migração para nuvem e complexidades da gestão de segurança em um mundo de diversas nuvens. O Estudo de Segurança em Nuvem da Thales de 2022 tem por base dados de uma pesquisa com quase 2.800 profissionais de segurança e líderes executivos. Essa pesquisa foi conduzida como um estudo observacional e não faz afirmações causais.

Sobre a Thales

A Thales (Euronext Paris: HO) é líder global em alta tecnologia que investe em inovações digitais e tecnologias essenciais – conectividade, big data, inteligência artificial, cibersegurança e tecnologia quântica – para construir um futuro em que todos possamos confiar e que é vital para o desenvolvimento de nossa sociedade. A empresa oferece soluções, serviços e produtos que ajudam seus clientes – empresas, organizações e nações – a superar seus desafios nos mercados de defesa, aeronáutica, aeroespacial, transporte e identidade digital e segurança, tendo sempre pessoasàfrente do processo de tomada de decisão.

Com 81 mil funcionários em 68 países, o Grupo gerou vendas de € 17 bilhões em 2020.

ACESSE

Thales Group
Segurança

______________________
1https://cpl.thalesgroup.com/cloud-security-research
2https://www.statista.com/statistics/1233538/average-number-saas-apps-yearly/

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

CONTATO DE IMPRENSA

Thales, Relações com a Mídia

Segurança

Marion Bonnet

[email protected]


Fonte: BUSINESS WIRE
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp