04/11/2019 às 11h56min - Atualizada em 04/11/2019 às 12h12min

Unir empresários pode ser a chave para o desenvolvimento

Eventos que incentivam a interação entre empreendedores contribuem para o crescimento das empresas e distribuem conhecimento que contribuem com a longevidade de micro e pequenos negócios.

DINO
http://www.sylvioarauo.com
Sylvio Araújo palestrando

Com as novas perspectivas de desenvolvimento econômico do Brasil, muitas notícias sobre os caminhos a seguir vêm sendo noticiadas. Como uma opção para aqueles que querem buscar as oportunidades dessa nova onda, os influenciadores do mercado tem indicado o empreendedorismo. Tal fato, elevará a abertura de empresas que, possivelmente, engordarão os dados estatísticos de fechamento de empresas. Porém, existem formas de diminuir as falhas quando a decisão por empreender for tomada. Uma delas é o associativismo entre as empresas, no intuito de trocas de experiências e aquisição de conhecimento.

É fato que o trabalho conjunto é a forma mais rápida e eficiente para criar desenvolvimento em uma sociedade. A associação de empresas, principalmente pequenas e microempresas, traz a possibilidade de vencer as dificuldades com mais tranquilidade. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), existem no Brasil 6,4 milhões de estabelecimentos, dos quais 99% são micro e pequenas empresas. É fato que tal dado vem acompanhado do papel dessas empresas na empregabilidade, sendo as micro e pequenas empresas responsáveis por cerca de 54% dos empregos formais no Brasil.

É características desses negócios uma maior carência de acesso à consultores e apoio na gestão, o que ocasiona os tão alarmantes dados divulgados anualmente nas mídias. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Brasil teve mais fechamentos nos anos de 2015 a 2018 do que abertura de empresas. De acordo com a pesquisa, em 2016 deram entrada no mercado 648.474 empresas – o número mais baixo desde o início da série histórica do levantamento, iniciado em 2008 – enquanto 719.551 registraram saída. De acordo com o Empresário e Mentor de negócios Sylvio Araújo, tal fato não é difícil de ser explicado, pois, uma parte considerável dessas empresas abrem sem a realização do planejamento adequado, deixando de cumprir requisitos simples para o sucesso de uma empresa como a garantia do capital de giro e um plano efetivo para os primeiros meses e anos. “Em um levantamento realizado em minha cidade, no interior de Minas Gerais, identificamos que o principal motivo do insucesso de algumas empresas é a falta de atenção ao planejamento, havendo erros evidentes nos modelos de negócios, planejamento financeiro e até mesmo no produto”, afirma Sylvio Araújo.

Para contribuir com o desenvolvimento local, muitas são as soluções que podem fomentar o crescimento e desenvolvimento dos pequenos negócios. Uma delas é a criação de eventos com a finalidade de ajudar os empresários a refletirem sua prática e até mesmo entenderem as necessidades do negócio assim como, o porquê da existência de suas empresas. Um evento exemplo desse processo é o Pitch Empreendedor que ocorreu pela segunda vez na cidade de Caratinga. No ano de 2019 o evento reuniu 120 empresários, as quais participaram de três palestras específicas e puderam ainda ouvir quinze Pitches de empresas locais. No modelo do evento que já é registrado pelo seu criador Sylvio Araújo, enquanto as empresas fazem suas apresentações de dez minutos, os demais podem dar sugestões que são entregues aos participantes no final de cada fala. “Nosso modelo de evento busca apresentar as empresas umas as outras, contribuindo com a fomentação de negócios entre elas, e ainda, através das palestras que trazem linhas de conteúdo como PROCESSO DECISÓRIO e GESTÃO FINANCEIRA, tendo como objetivo global a geração de uma mudança interna em cada empresário, dando a ele a visão necessária para que ele corrija suas ações para resolver suas dificuldades ou seguir seu crescimento”, afirma o idealizador do evento Sylvio Araújo.

O empresário afirma que é característica de muitos empreendedores buscarem por negócios idênticos aos que já estão funcionando em suas regiões, entendendo de forma equivocada que são bons empreendimentos, tal atitude coloca muito empreendedor em situação ruim, levando ao fechamento de suas empresas. “O problema para quem perde seu negócio, é que não é apenas o fechamento de uma empresa, muitas vezes é a economia de uma vida, uma herança, um acerto de anos de serviço, enfim, ao fechar uma empresa o empreendedor enterra ali o seu sonho, e isso não precisa acontecer caso o mesmo tome os cuidados necessários antes mesmo de decidir por abrir o negócio”, afirma Sylvio Araújo.

Sylvio Araujo

Empresário, Mentor de Negócios, COACH e Palestrante.

Sites: www.sylvioaraujo.com

https://pitchempreendedor.com.br/

Instagram: sylvio_araujo

Instagram: mentemestra.oficial

Instagram: pitchempreendedor

Facebook: sylvio araujo

YouTube: Sylvio Araujo



Website: http://www.sylvioarauo.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp