06/11/2019 às 19h06min - Atualizada em 07/11/2019 às 00h00min

Black Friday: o que fazer para se prevenir dos golpes da data?

Mês que movimenta a economia dos e-commerces também oferece alguns riscos

DINO
https://bluepex.com.br/

A Black Friday todos os anos movimenta bilhões de reais, principalmente pela internet, onde as ofertas costumam ser ainda mais atraentes. Apesar disso, é preciso estar sempre atento para que a data não se torne a chamada “Black Fraude” e resulte em prejuízos na hora da compra.

De acordo com a estimativa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) e pela consultoria Ebit/Nielsen, em 2019, o faturamento da Black Friday deve crescer 18% no e-commerce em relação ao ano passado.

Já segundo uma pesquisa realizada pelo Google, sob encomenda da consultoria em marketing Provokers, a intenção de compra está 58% maior neste ano na comparação com 2018.

Para aproveitar as ofertas que acontecerão no dia 29 de novembro, e não cair em armadilhas, é necessário conhecer o que e onde está comprando. A seguir os principais golpes aplicados durante o evento e como comprar com segurança:

“Metade do dobro do preço”

Essa estratégia já é conhecida por muita gente, e se trata de quando a empresa aumenta em 100% o valor do produto e então “aplica um desconto” sobre ele. Em situações como essas, não existe um desconto real e o consumidor pode pagar o valor normal pela mercadoria.

Para evitar esse tipo de golpe, o ideal é que o cliente já tenha pesquisado anteriormente os preços do produto desejado e esteja atento sobre o histórico dos valores.

Sites falsos

Durante a Black Friday, um golpe muito aplicado pelos criminosos são os sites falsos. Páginas — normalmente de empresas famosas— são falsificadas de forma praticamente idêntica, a fim de roubar os dados dos cartões de crédito dos compradores.

O golpe chamado de Phishing é muito comum no Brasil, mesmo fora da data do evento. De acordo com uma pesquisa de um fabricante Russo de antivírus, o país é o que mais sofre com esse tipo de ataques no mundo.

Para diminuir as chances de cair nessa armadilha, o usuário pode checar a URL e verificar que ela realmente corresponde à empresa em questão. Algumas vezes o detalhe é mínimo e os cibercriminosos mudam apenas alguma letra do domínio original para confundir o usuário. Se atentar aos detalhes faz toda a diferença para escapar de prejuízos.

E-mails e atualizações nas redes sociais

Ao receber atualizações sobre ofertas da Black Friday verifique a veracidade da informação acessando os canais diretos da loja. Realizar comprar a partir de links recebidos por e-mail, WhatsApp e outras redes sociais também pode gerar risco de cair no Phishing.

Como se prevenir

·         No momento da compra, utilizar uma conexão confiável, como residencial ou dados móveis do celular;

·         Observar se o site possui o certificado de segurança (https) e o símbolo de cadeado na barra de endereços;

·         Banners e pop-ups podem direcionar para sites maliciosos, é necessário ter cuidado ao clicá-los;

·         Utilizar soluções de antivírus e para a proteção de dados pessoais na rede de computadores.

A BluePex é uma empresa pioneira no mercado de soluções de segurança e controle em TI no Brasil, que trabalha para combater ataques cibernéticos que podem roubar dados e causar grandes prejuízos, principalmente para as empresas. Contar com os recursos de TI também é essencial para aproveitar a data e manter as suas contas protegidas.



Website: https://bluepex.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp