12/11/2019 às 09h21min - Atualizada em 12/11/2019 às 09h21min

Para disseminar a virtude da fortaleza, Sandra Sahd lança livro com personagem portadora de Diabetes Tipo 1

A Doce Valente conta a estória de Catina, uma menina que descobre-se com a doença ainda na infância. Com distribuição gratuita de livros e apresentação de peça teatral, evento de lançamento acontece hoje às 19h30, no Teatro Castro Mendes, em Campinas/SP

Patrícia Nascimento
A autora Sandra Sahd. Foto: Mojo Filmes
Fundamental para provocar sentimentos e associações, ampliar a compreensão da realidade e estimular a criatividade e imaginação, a leitura é um importante artifício para a formação de um indivíduo ainda na primeira infância. Disso Sandra Sahd bem sabe. Escritora há pouco mais de sete anos, utiliza as páginas que um dia a fizeram viajar para transportar pessoas por estórias cujo propósito é um só: educar através das virtudes. De 2012 para cá, já publicou 15 obras literárias; a 16ª será lançada nesta terça-feira (12), às 19h30, no Teatro Castro Mendes, em Campinas/SP.
 
A Doce Valente fala sobre a fortaleza e, ao longo do livro, o(a) leitor(a) descobre a virtude que nasce em uma menina portadora do Diabetes Tipo 1. Embora não seja focado na doença, é a partir da patologia que a personagem se desenvolve. “Todos os meus livros nascem de inspirações reais, e com esse não foi diferente. O enredo começou a se desenhar na minha cabeça em 2017, numa reunião sobre outro lançamento. Na época, conheci uma moça que me contou os desafios de ser mãe de uma criança diabética. Ali já sabia qual seria meu próximo livro. Uma certeza que sempre tive era o foco na personagem, na virtude que ela precisava desenvolver para encarar a vida. Me veio a fortaleza”, relembra Sandra.
 
Ela conta que, para construir a estória, utilizou suas memórias de infância associadas a tudo o que aprendeu sobre o Diabetes durante as pesquisas para o livro. “Conto com a ajuda de um médico para me auxiliar a informar corretamente sobre a doença. E a memória afetiva que coloco na obra vem da gestação da Gabi; tive placenta percreta e ela nasceu prematura. Com a Valente acontece o mesmo. Além disso, a ambientação do livro é parecida com a casa dos meus avós. Lembro da mesa de madeira no quintal e do banquinho de doces que também estão na obra”, comenta.
 
Durante o processo criativo, duas viagens mudaram os rumos da obra. Em um sebo no Paraná, encontrou um pequeno livro que logo “na primeira página trazia a definição de fortaleza que, claro, utilizei para descrever o amuleto da menina”. Depois, numa viagem pelo interior de Minas Gerais, deparou-se com uma estrutura, cujo “quintal tem as mesmas árvores que cresci vendo dar frutos na minha infância e que descrevi no primeiro capítulo, antes mesmo de pensar em ir para lá. Assim como em outras oportunidades, A Doce Valente foi nascendo dia após dia, como tinha que ser, e espero que traga força e informação para todos que a lerem”, completa a autora.
 
Oficializada pela ONU em 2007, o Dia Mundial do Diabetes é comemorado no dia 14 de novembro com a intenção de, entre outros objetivos, aumentar a conscientização dos sinais de alerta do diabetes e promover ações de incentivo ao diagnóstico precoce. Propositalmente marcado para dois dias antes, o lançamento do livro antecipa essa reflexão em Campinas. “Os livros têm um poder muito grande de informar. Que essa junção de cultura e informação sobre uma patologia tão expressiva entre o público infantil sirva de alerta para os pais e as crianças”, conclui Sandra.
 
Apresentado pelo Ministério da Cidadania através da Secretaria Especial de Cultura, A Doce Valente é um projeto viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal que vai distribuir gratuitamente 2 mil exemplares do livro. Na ocasião, será realizada a apresentação de uma peça teatral baseada na obra.
 
Diabetes Tipo 1
A doença autoimune faz com que o próprio corpo combata células responsáveis por produzir a insulina no pâncreas que, por sua vez, é responsável por levar glicose para dentro da célula. Sem a insulina, o açúcar aumenta na corrente sanguínea, desenvolvendo o Diabetes Tipo 1, mais comum entre crianças. A Organização Mundial da Saúde (OMS) contabiliza um avanço de 0,3% ao ano no diabetes infantil que, no Brasil – segundo a Federação Internacional de Diabetes – afeta, aproximadamente, 30 mil crianças.
 
Os sintomas começam com fome excessiva e sede. “Apesar de comer muito, a criança ou não ganha peso ou emagrece, e começa a urinar com frequência e em grande quantidade, inclusive à noite. O paciente também pode queixar-se de visão embaçada e fraqueza ou indisposição para realizar as atividades diárias”, alerta o Dr. Fábio Rainha, responsável pelo suporte médico durante a escrita do livro.
 
O tratamento é feito a partir do uso de insulina, dieta com controle de carboidratos, proteínas e gorduras, além de atividade física regular. Apesar da ausência de cura, há controle, o que permite à criança uma vida plena, livre e feliz. “A criança diabética precisa de cuidados, mas não é diferente das outras crianças e pode levar uma vida bastante semelhante a de crianças sem a patologia. E quando adultos, serão perfeitamente capazes de ter uma vida normal e produtiva, como é evidenciado por atletas, artistas e músicos famosos que têm diabetes”, encerra o médico.
 
A Doce Valente
Segundo livro infanto-juvenil de Sandra Sahd, A Doce Valente revela a vida de Catina, uma menina que se descobre com Diabetes Tipo 1. Neta da vovó Mafalda e do Vovô Camafeu, passa a infância na chácara da família, onde eles mantêm uma pequena fabriqueta de doces. Com a ajuda de seu amigo imaginário, personificado em amuleto pelo avô – que o fez com cabeça de gelo, coração de fogo e os braços de ferro – desenvolve em si a virtude da fortaleza. É a partir dessa virtude que ela mostra à família e aos seus amigos a paixão pela vida, através de sua força e valentia, mesmo diante das restrições e adversidades.
 
 
SERVIÇO
Lançamento do livro ‘A DOCE VALENTE’
 
Quando: Terça-feira, 12 de novembro de 2019, às 19h30
Onde: Teatro Castro Mendes | R. Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas/SP
 
Entrada Gratuita – sujeita à lotação do local
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp