CIDADE NO AR Publicidade 728x90
07/10/2022 às 17h06min - Atualizada em 07/10/2022 às 20h01min

MPRJ avalia se oferece denúncia em caso de compra de votos no interior

Policial militar da reserva e a mulher foram presos durante ação em Três Rios, interior fluminense, acusados de comprar votos para candidatos a deputado federal e.estadual.

agenciabrasil.ebc.com.br/rss/justica
https://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2022-10/mprj-avalia-se-oferece-denuncia-em-caso-de-compra-de-votos-no-interior



O processo de um policial militar da reserva e de sua mulher, acusados de compra de votos para candidatos a deputado federal e deputado estadual, no município de Três Rios, centro-sul fluminense, vai ser encaminhado ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que decidirá se oferece denúncia. O candidato a deputado federal foi eleito, mas o que disputava vaga em nível estadual, não.



Em audiências de custódia realizadas nesta quinta-feira (6), a juíza Ana Carolina Gantois, da 40ª Zona Eleitoral (Três Rios), converteu em preventiva a prisão em flagrante dos dois, ocorrida durante operação que cumpriu mandados de busca e apreensão na residência do casal.



Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), sete das nove pessoas presas na operação fizeram acordo de não persecução penal, substituindo o processo criminal por outras formas de reparação dos danos causados, como prestação de serviços à comunidade. Um dos presos não aceitou fazer o acordo, alegando que estava apenas passando pelo local na hora do cumprimento do mandado. Por já responder a um processo, a nona pessoa não teve direito ao acordo.



Notícias relacionadas:

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), sete das nove pessoas presas na operação fizeram acordo de não persecução penal, substituindo o processo criminal por outras formas de reparação dos danos causados, como prestação de serviços à comunidade. Um dos presos não aceitou fazer o acordo, alegando que estava apenas passando pelo local na hora do cumprimento do mandado. Por já responder a um processo, a nona pessoa não teve direito ao acordo.



De acordo com a Secretaria de Estado de Polícia Militar na operação desta quarta-feira (5), que teve apoio de policiais militares do 38º BPM (Três Rios) para o cumprimento dos mandados determinados pela Justiça Eleitoral, houve apreensão de dinheiro em espécie, que seria usado no pagamento; títulos de eleitor originais; cópias de títulos eleitores; comprovantes de votação; envelopes contendo dados de eleitores e um caderno de anotações.



“A 7ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) foi acionada para acompanhar a ocorrência”, acrescentou a secretaria.



A reportagem da Agência Brasil não conseguiu contato com a defesa do casal.




Fonte: https://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2022-10/mprj-avalia-se-oferece-denuncia-em-caso-de-compra-de-votos-no-interior
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp