CIDADE NO AR Publicidade 728x90
11/11/2022 às 18h06min - Atualizada em 13/11/2022 às 00h05min

Estudantes de Alagoinhas, Entre Rios e Inhambupe se encantam com visita à Bienal do Livro da Bahia

Os alunos puderam ainda ampliar o conhecimento sobre a natureza durante passeio pela exposição “Floresta Sempre Viva”

SALA DA NOTÍCIA Da Redação
Uendel Galter/ Acervo Bracell
Estudantes da rede pública de ensino das cidades de Alagoinhas, Entre Rios e Inhambupe, no litoral norte e agreste da Bahia, puderam nesta sexta-feira, 11, realizar um sonho: conhecer de perto autores e obras literárias de diversos gêneros durante a Bienal do Livro da Bahia 2022, que acontece no Centro de Convenções de Salvador. “Estou muito feliz de estar aqui. É um sonho realizado”, afirmou Fernanda Oliveira, 15 anos, que estuda no Colégio Municipal de Alagoinhas. 

Ela e outros 25 alunos dos três municípios percorreram os estandes do evento e visitaram a exposição “Floresta Sempre Viva”, baseada no livro fotográfico de mesmo nome idealizado pela Bracell. “Está sendo muito incrível, porque essa oportunidade ajuda a abrir mais nossos olhos para o conhecimento”, pontua ela, que foi uma das selecionadas do “Concurso de Fotografia Bracell Social”, que estimulou a participação dos estudantes por meio da produção de fotos e textos sobre o tema “Floresta é vida: a importância da proteção do meio ambiente para nossa sobrevivência”.

Marcelo Vitor dos Santos, 15 anos, da Escola Monteiro Lobato, na cidade de Entre Rios, também destaca a importância da seleção e de estar na Bienal: “Participar do concurso foi uma honra. E a Bracell proporcionar a vinda a este evento, como prêmio, foi ótimo, uma vez que essa iniciativa ajuda a estimular a leitura e o cuidado com a natureza”. 

Além dos jovens, 13 professores acompanharam os estudantes. Um deles foi Carlos Darlan Souza, que leciona língua inglesa na Escola Municipal Doutor Luís Coelho, em Inhambupe. “Essa experiência com a natureza, por meio do concurso e da exposição, e com o conhecimento literário é fundamental para o ser humano. Além disso, foi enriquecedora a presença dos alunos na Bienal. Eles estão empolgados. Esta visita é uma atividade que servirá para hoje e para o resto da vida deles”.    

 Estudante vivencia visão da fauna e flora em óculos de realidade aumentada

A Bienal, que conta com o apoio da Bracell, seguirá até a próxima terça-feira, 15. Durante o período, o público poderá visitar a exposição “Floresta Sempre Viva”, que mostra flagrantes da fauna e flora silvestres da mata nativa integrante das áreas da Bracell, evidenciando a importância das iniciativas de preservação ambiental da empresa na Bahia. A partir deste sábado, 12, os visitantes poderão ainda trocar pacotes de leite em pó (800g) por um livro “Floresta Sempre Viva”. Ao total, 150 exemplares serão disponibilizados para essa ação e o produto arrecadado será doado a instituições. 

“A ação de levar os estudantes para a Bienal do Livro da Bahia é um importante estímulo para aproximar esses alunos ainda mais da leitura, ampliando, assim, o conhecimento deles deste universo tão necessário para a construção de cidadãos mais conscientes. Além disso, o concurso do Bracell Social serviu para mostrar, com um enfoque mais artístico, a relevância da preservação ambiental para os alunos”, afirma Mouana Fonseca, gerente de Relações Institucionais e Responsabilidade Social da Bracell.
Alunos se divertem durante a Bienal do Livro da Bahia

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp