18/06/2024 às 09h56min - Atualizada em 18/06/2024 às 16h00min

40% dos candidatos desistem da vaga de trabalho no exame final

Entenda o que "motiva" esses candidatos a desistirem!

KAKOI COMUNICAÇÃO
Divulgação

O volume de pessoas que passam pelo processo completo de recrutamento e seleção para empregos e desistem do trabalho no momento de dizer “sim” é bem elevado. No exame final, 40% dos candidatos desistem do trabalho e, daqueles que passam nos exames, a média de desistência no momento de assinar o contrato é de 20%, principalmente quando precisam entregar os documentos pessoais.

Uma pesquisa do Allegis Group nos Estados Unidos mostrou que 83% dos 1.400 empregadores entrevistados entendem que atrair e reter talentos é o maior desafio, principalmente quando há tantas vagas aparecendo diariamente. Esse volume de empregos pode confundir os candidatos, que desistem de determinados processos justamente quando estão quase assinando o contrato.

Karina Pelanda, Gerente de Recrutamento e Seleção da RH NOSSA, afirma que as razões que interferem na decisão desses candidatos, mesmo após passarem por diversas etapas como recrutamento, seleção e entrevistas, são muitas e estão diretamente conectadas com a falta de confiança por parte do candidato.

Quem está procurando emprego geralmente participa de vários processos ao mesmo tempo. A especialista aponta que um candidato que está esperando uma vaga específica, que está demorando para ser concluída, começa a participar de outros processos e segue avançando.

“Quando chega o momento de assinar o contrato, a primeira empresa entra em contato e ele escolhe a primeira opção e essa falta de foco atrapalha o processo. Quando um candidato decide declinar de uma vaga na reta final, acaba atrapalhando o trabalho da empresa da mesma maneira que atrapalha outros candidatos que foram sendo eliminados ao longo dos dias”.

Problemas na documentação
Outro detalhe que atrapalha esse processo é a organização do candidato. Ao encontrar um trabalho, é necessário apresentar toda a documentação para concretizar a efetivação, e é nesse momento que muitos desistem pela falta dessa documentação:

“É normal essa ausência de documentos. Essa falta de organização impede que muitos assinem o contrato e muitos nem se dão ao trabalho de separar o que é solicitado, como diploma ou documentos pessoais”.

Karina lembra ainda que é normal, candidatos encontrarem outro trabalho no meio do processo. A especialista reforça que não há problema em participar de vários processos ao mesmo tempo, desde que haja foco:

“Muitas vezes, o candidato opta por um trabalho pelo prestígio do nome da empresa, renunciando uma vaga melhor em termos de benefícios, salários e plano de carreira. Sem saber para onde querem chegar, qualquer proposta pode ser rejeitada por quase nada”, completa Karina.


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
AROLDO ANTONIO GLOMB JUNIOR
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp