20/06/2024 às 10h32min - Atualizada em 21/06/2024 às 00h01min

Setor de vendas diretas adota tecnologias digitais e transforma experiência de compra

Digitalização melhora a jornada do cliente e cresce as vendas dos empreendedores

LARISSA ANDRADE
Freepik
O setor de vendas diretas vivenciou uma grande transformação com a transição dos tradicionais catálogos impressos para as plataformas digitais. Essa mudança não apenas facilitou o processo de vendas, mas também ampliou o alcance dos vendedores e proporcionou uma experiência de compra mais conveniente para os consumidores que podem comprar de onde quiser e a qualquer hora.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), em 2023, o setor alcançou um valor de R$ 47 bilhões no Brasil, apresentando um crescimento de cerca de 5% em relação ao ano anterior. Um dos principais fatores que impulsionam esse aumento é a adoção de tecnologias digitais, permitindo aos vendedores atingir um público mais amplo e diversificado.

A digitalização das vendas diretas inclui o uso de redes sociais, aplicativos de mensagens, além de aplicativos das próprias marcas, ferramentas que aumentam a eficiência das vendas e permitem uma interação mais próxima e personalizada com os clientes, adaptando-se às novas dinâmicas de consumo e fortalecendo a presença online das empresas.

Adriana Colloca, presidente da ABEVD, comenta sobre essa transformação: "A digitalização tem sido um marco no setor de vendas diretas. As plataformas online permitem que empreendedores independentes cheguem aos clientes em qualquer lugar e a qualquer momento, tornando o processo de vendas mais ágil e eficiente. Além disso, as ferramentas digitais oferecem uma série de recursos que ajudam a personalizar a experiência de compra, desde recomendações de produtos até atendimento ao cliente em tempo real."

Experiências reais

A distribuidora independente da Herbalife, Marianna Meinberg, conhece bem os resultados que a digitalização pode render aos negócios. Há mais de 14 anos atuando com a venda de produtos da marca, ela desenvolveu o método Sistema de Transformação Corporal (STC), em que atua como coach para pessoas que buscam emagrecimento, tendo a suplementação alimentar como um dos pilares. É aí que entra a Herbalife. 

Com mais de 3,5 milhões de seguidores apenas no Instagram, Marianna aproveitou o fato de, durante a pandemia, as pessoas se preocuparem mais com bem-estar e saúde, para ampliar seus atendimentos. “Atualmente, meus principais canais para conexão com meus clientes são o Instagram e o WhatsApp. Na primeira rede, eu promovo meu trabalho e me conecto com pessoas que estejam interessadas no serviço que ofereço. Na segunda rede, ofereço acompanhamento diário e personalizado. Também faço uma live semanal pelo Zoom, na qual convido os clientes a fazerem comigo uma receita nova, um treino ou ouvir especialistas que convido para palestras. É também pelo aplicativo que motivo minha equipe de vendas”, comenta. 

Com o alcance das redes sociais, hoje Marianna presta atendimento em 44 países diferentes, angariando não apenas novos clientes, mas recrutando profissionais que se interessam em trabalhar com seu método. “Eu consigo prospectar clientes, acompanhá-los e ainda amplio e fortaleço minha equipe de vendas. Claro que o fato de a Herbalife estar presente em 95 países, me respalda em termos de logística, dinâmica de atendimento e fidelização.” 

Segundo Marianna, seus ganhos saltaram 1.400% desde que passou a utilizar as redes sociais em seu negócio. Esse número deve aumentar, já que ela está se preparando para lançar seu método de emagrecimento em inglês e espanhol. 

Ivan do Carmo Lima é empreendedor e consultor Diamante Akmos. Ele conta que o primeiro benefício da digitalização de suas vendas foi a possibilidade de prospectar clientes em outras regiões. 

“Hoje, consigo fazer negócio em qualquer parte do País utilizando o Facebook, Instagram e Google para anunciar e fazer divulgação. Também uso a automação do WhatsApp para facilitar o atendimento. Com isso, além de ampliar minha carteira de clientes, atendendo qualquer lugar do país e ainda seleciono novos empreendedores para minha rede. A fidelização também ganha em todo este processo, já que posso acompanhar semanalmente os clientes no pós-venda, que acabam me indicando para novos clientes. Assim, diariamente, a digitalização me proporciona a possibilidade de novas vendas e um contato mais próximo com quem já conhece meu trabalho e volta para comprar de novo, além de me recomendar aos conhecidos”, explica Lima.

Essa modernização não beneficia apenas os vendedores, mas também oferece vantagens significativas para os consumidores. As compras online proporcionam conveniência, permitindo que os clientes visualizem e adquiram produtos de qualquer lugar e a qualquer hora. Além disso, os consumidores podem acessar avaliações e recomendações de outros clientes, facilitando a tomada de decisão.

A tendência é que a digitalização continue a impulsionar o crescimento das vendas diretas nos próximos anos. Com a adoção crescente de novas tecnologias e a mudança nos hábitos de consumo, o setor está se adaptando para atender às demandas de um mercado cada vez mais conectado e dinâmico, sem perder a proximidade, a relação humana e personalizada.

SOBRE A ABEVD

Criada em 1980, a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) é uma entidade sem fins lucrativos que busca promover e desenvolver a venda direta no Brasil, bem como representar e apoiar empresas que comercializam produtos e serviços por meio do relacionamento dos empreendedores independentes com seus consumidores finais. Atualmente, cerca de 3,5 milhões de empreendedores independentes atuam em diferentes categorias, como produtos de saúde, beleza, utilidades domésticas, vestuário, alimentos, joalheria, entre muitos outros.

A ABEVD também compõe a World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA), organização que congrega as associações nacionais de vendas diretas existentes no mundo. Em 2019, a WFDSA concedeu o Gold Status de boas práticas e padrões organizacionais de desempenho à associação brasileira e, pelo 3º ano consecutivo, a ABEVD foi reconhecida com o Platinum Status 2020, 2021 e 2022, considerado como o mais alto nível e que atende todos os parâmetros de governança para uma associação.
 
 
 
[email protected]   |   www.dezoitocom.com.br
instagram.com/@dezoitocom  |   facebook.com/DezoitoC

Samara Ignácio
[email protected]
16. 99173.0963

Luciana Mendonça
[email protected]
11. 97575-9175

Larissa Andrade
Larissa Andrade
11. 99397.4040

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
LARISSA BEATRIZ ANDRADE
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp