19/03/2020 às 12h37min - Atualizada em 20/03/2020 às 00h03min

Quanto tempo o Coronavírus fica na superfície de vidro?

A LuGlass Vidros dá algumas dicas importantes de higienização, inclusive de como fazer a limpeza de vidros em tempos de Coronavírus.

DINO
https://luglass.com.br

Limpeza é crucial diante do Coronavírus (COVID-19). Além da higienização de mãos e rosto, é importantíssimo limpar superfícies e objetos tocados continuamente para minimizar o risco de contaminação. A boa notícia é que o vírus não é páreo para bons produtos desinfetantes, dizem especialistas em saúde. A LuGlass Vidros dá algumas dicas importantes de higienização, inclusive de como fazer a limpeza de vidros em tempos de Coronavírus.

Estudos têm revelado que o vírus resiste em média:

- menos de 8 horas em látex;
- 2 a 8 horas em alumínio;
- 2 dias em aço;
- 4 dias na madeira;
- 4 dias em vidro;
- 5 dias em metal.

Mas a boa notícia é que, segundo estudos da Universidade da Califórnia, o COVID-19 pode facilmente ser destruído pela maioria dos desinfetantes.

Uma limpeza regular com produtos de limpeza normais é capaz de remover todos os tipos de germes das superfícies, e não apenas o Coronavírus. A higienização deve focar as áreas que mais se toca, como maçanetas, torneiras, corrimãos, bancadas, teclado de computador, mesas e janelas de vidro, bem como objetos que sempre se tem às mãos, como celular, chaves, controle-remoto, etc.

Segundo Lucio da LuGlass, o ideal é desinfetar essas superfícies várias vezes ao dia. E aí vai uma sugestão importante: fazer uma lista de todos os lugares que se deseja limpar, para não esquecer de nenhum. É preciso ficar atento aos produtos que podem ser eficazes na eliminação do COVID-19:

- Água e sabão

O sabão remove e mata as partículas virais que se aderiram às superfícies – bem como às mãos e rosto – e a água finaliza o processo fazendo a varredura. O revestimento do vírus é uma proteína, e o sabão ou detergente rompe-o, de modo que o vírus se desintegra.

- Álcool

Esfregar produtos alcoólicos com pelo menos 70% de álcool matará o coronavírus. Além disso, o álcool tem menor potencial de dano que o alvejante. Mas vale observar que o álcool não deve ser diluído.

- Desinfetante

Por sua composição alcoólica, os desinfetantes também são capazes de quebrar a membrana protetora do vírus, destruindo-o. Com a escassez do álcool, o desinfetante é uma ótima opção para a assepsia dos ambientes.

- Cloro (água sanitária)

O cloro é muito eficaz para matar o COVID-19, assim como praticamente todos os outros germes do planeta, segundo Dr. Paul Pottinger, professor de doenças infecciosas do Centro Médico da Universidade de Washington. Mas seu cheiro é forte (especialmente para os asmáticos) e é também agressivo e pode danificar o que se está tentando limpar. A dica é usar luvas e máscara ao manusear alvejante – lembrando que o cloro não deve ser misturado com nada além de água. Aqui vai uma dica de solução com água sanitária: 4 colheres de chá de água sanitária em um litro de água.

Em se tratando de superfícies de vidro como mesas, bancadas e janelas, qualquer das opções acima são eficazes, já que o vidro é um material muito resistente. Há no mercado diversos produtos específicos para limpar vidros, mas é possível simplesmente utilizar água, sabão neutro e uma esponja macia para esfregar o vidro retirando manchas e a sujeiras acumuladas e depois secá-lo bem usando um pano macio ou papel toalha. Finalizar com um álcool para ter um vidro muito bem higienizado.

Mais uma dica da LuGlass: muitas pessoas utilizam vinagre na limpeza de vidros e de sanitários, por ser mais natural e menos agressivo, porém o vinagre não é um desinfetante, devendo ser substituído pelos produtos de limpeza citados acima, que são capazes de eliminar o Coronavírus.



Website: https://luglass.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp