25/03/2020 às 14h44min - Atualizada em 26/03/2020 às 00h15min

Como a Telemedicina pode ampliar o acesso ao atendimento em tempos de pandemia por Covid-19

Especialistas da clínica Fertipraxis revelam como serão as consultas e os tratamentos não presenciais disponíveis no momento

DINO
http://www.fertipraxis.com.br

Tendo em vista a necessidade de isolamento coletivo, a Clínica Fertipraxis anunciou que vai ampliar o atendimento por meio do programa fertilização à distância. A iniciativa prevê a continuidade do tratamento, por meio de teleconferência como medida preventiva no combate ao coronavírus nesse período de vulnerabilidade a que estamos expostos. Para apoiar esse atendimento que não pode esperar, e passa a ser não presencial, exceto em casos urgentes, eles serão feitos à distância. "Nas consultas remotas usaremos aplicativos de comunicação para vídeo chamadas, como Skype, WhatsApp, Facetime e outros, uma vez que neste contexto de crise, a telemedicina surge para garantir ao paciente a melhor orientação com o seu médico de confiança. Não podemos aguardar a estagnação dessa epidemia, por isso continuaremos a prestar atendimento de qualidade para quem não pode perder tempo na busca pela tão desejada gravidez", explica Dr. Roberto de Azevedo Antunes, médico especialista em reprodução assistida.

A partir da nova determinação da Agência Nacional de Saúde (ANS), do Conselho Federal de Medicina (CFM), e seguindo as orientações da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), a Clínica Fertipraxis disponibilizou um canal de comunicação digital para atender todos os pacientes em tratamento, evitando assim, a exposição aos riscos de contaminação e propagação de coronavírus e outros males. Diante deste novo cenário, as consultas e acompanhamentos de cada caso serão feitos à distância. "Pelos canais de atendimento da clínica, pacientes poderão receber orientações e tirar dúvidas sobre a conduta a ser definida em seu tratamento", aponta a Dr.ª Maria do Carmo Borges.

É importante salientar que não serão iniciados novos ciclos, coletas ou transferências embrionárias durante todo o período em que durar a quarentena, salvo em casos de urgência, como por exemplo, em pacientes com câncer, baixa reserva ovariana, problemas ginecológicos e obstétricos. "O momento é de cuidar das pessoas e da saúde delas, por isso é muito importante viabilizar o acesso e facilitar a comunicação nesse momento tão delicado que estamos vivendo", finaliza Dr. Marcelo Marinho.

O que é Telemedicina?

Segundo a definição do Conselho Federal de Medicina na Resolução CFM de nº 1.643/2002, essa especialidade representa o exercício da medicina através da utilização de metodologias interativas de comunicação audiovisual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em saúde. A telemedicina é uma área da telessaúde que oferece suporte diagnóstico de forma remota, permitindo a interpretação de exames e a emissão de laudos médicos à distância. Para tanto, ela conta com o apoio das Tecnologias da Informação e Comunicação.

Esta nova modalidade tem rompido barreiras, eliminando distâncias geográficas e conectando especialistas a outros profissionais de saúde, administradores de unidades de saúde e pacientes, no Brasil ou no mundo, todo esse avanço é possível graças à aplicação de tecnologias modernas, como a modernização da internet, sistemas de áudio, imagem e vídeo. Esse aparato contribui para a resolução de demandas comuns, que não necessitem a presença do paciente.

Facebook e Instagram: @Fertipraxis



Website: http://www.fertipraxis.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp