09/06/2020 às 16h25min - Atualizada em 10/06/2020 às 02h33min

Agências perdem receita devido à pandemia, mas evitam demissões - É o que revela resultado de pesquisa

Em evento online, empresa divulga resultados obtidos por meio do levantamento realizado com centenas de profissionais da área

DINO
https://www.comunique-se.com.br
impactos da Covid-19 na comunicação corporaitva


Na última terça-feira (02), o Grupo Comunique-se em parceria com a Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom) realizou o webinar “Impactos da Covid-19 na comunicação corporativa”. O evento online apresentou os resultados obtidos por meio da pesquisa organizada pelas próprias companhias. O mapeamento contou com participação de aproximadamente 500 profissionais da área de comunicação, a fim de analisar o atual cenário do setor e os impactos causados devido à pandemia.

Rodrigo Azevedo, CEO e Fundador do Grupo Comunique-se, ficou à frente da apresentação que contou, ainda, com participação de especialistas no assunto. 

Kiki Moretti, CEO e Fundadora do Grupo In Press e Marco Piquini, CEO e Fundador da Piquini Comunicação Estratégica, representaram o lado empreendedor. Enquanto o âmbito corporativo foi representado por Tania Magalhães, Diretora de Comunicação da Paypal para América Latina. Já Carlos Henrique Carvalho, Presidente Executivo da Abracom, compartilhou as perspectivas sobre a crise no contexto da associação.

A pesquisa se propôs a analisar os impactos da crise em todos os aspectos. Abaixo, vale conferir os principais pontos abordados no webinar com base nos resultados do levantamento:

  • Estratégias adotadas para retenção e fidelização de clientes;
  • Apanhado geral de serviços de comunicação afetados e beneficiados; 
  • A importância da comunicação como geradora de receita agora e no futuro próximo;
  • Cortes orçamentários: demissões, diminuição de faturamento e mudanças na forma de trabalho.

Compilado da pesquisa 

De acordo com os resultados divulgados, 83% das agências de comunicação perderam faturamento neste período de crise –  ocasionado devido à pandemia. Tal amostra evidencia que, quanto menor a agência, maior é a perda de receita, representando 37% dos afetados.  37% x 17% é a parcial comparativa entre a perda de faturamento de agências com até 10 funcionários e àquelas com mais de 20 funcionários. Para evitar cancelamentos, a média aplicada de descontos a fim de reter clientes foi de 27%. Em relação ao impacto da crise no ambiente interno, 75% informaram que não realizam demissões até o momento.

A pesquisa abordou, ainda, os impactos do home-office e a percepção das empresas com relação ao modelo. 86% dos participantes afirmaram que a produtividade trabalhando de casa ficou igual ou melhor. Além disso, 38% dos respondentes afirmam que retornarão em um escritório menor e o home-office se tornará parcial. 25% x 7% é o percentual de respondentes, de agências e departamentos de comunicação, respectivamente, que não terão mais um escritório e praticarão home-office integral.

Sobre o webinar 

Carlos Carvalho ressaltou que o resultado da pesquisa retrata bem o equilíbrio que houve no setor de comunicação. Há sim agências afetadas, mas também, há agências que receberam novas oportunidades. A variação ocorre principalmente de acordo com o perfil da cartela de clientes. O Presidente da Abracom destaca, ainda, que a comunicação corporativa ganhou importância para quem não a enxergava assim. “Muitos segmentos estão percebendo que a comunicação é essencial para sobrevivência e existência da marca”, comentou no evento.

Na mesma linha de pensamento, Kiki Moretti enfatiza que a comunicação corporativa ganhou outro patamar nos últimos meses. Reputação, imagem e propósito eram temas discutidos há tempos por profissionais de comunicação, mas negligenciado por parte do mercado. “De repente isso ficou tão concretizado com a pandemia [a importância de trabalhar com propósitos], que agora tanto faz o que a marca produz, vende… o que importa no final é o que a marca é, qual a imagem dela, o legado que ela vai deixar pós-pandemia”, alertou na live.  

Para Marco Piquini, a pesquisa alerta a necessidade de se atentar aos serviços que não estão sendo demandados por empresas e agências, que é o caso da comunicação interna. Na listagem de demandas na crise, tal atividade aparece na penúltima posição. “Eu acho isso muito curioso. Revela que não paramos para pensar nas pessoas. Aqui na Piquini, por exemplo, temos enfatizado que pensar primeiro nas pessoas é primordial. E também nos valores que as empresas precisam mostrar para o mercado”, enfatizou. 

Do ponto de vista da comunicação corporativa, Tania Magalhães, Diretora de Comunicação da Paypal para América Latina, reforçou a questão de como as empresas querem ser lembradas e ressaltou a importância dos cuidados com o público interno por parte das companhias. "No primeiro momento [início da quarentena], colocamos os esforços para levar todo mundo [colaboradores] para home-office. Em empresas pequenas pode ser até fácil, mas em uma empresa global é algo bem detalhado, uma operação que requer compliance, comunicação. Desde o início montamos vários comitês, porque a gente precisava ter novos processos e pensar exatamente como é que a gente queria ser percebido no mercado", comentou.  

Público

O evento, destinado a profissionais de comunicação, contou com cerca de 2 mil inscritos. Enquanto os resultados da pesquisa eram apresentados por Rodrigo Azevedo, o chat do webinar recebia inúmeras mensagens com certo alívio por parte dos internautas presentes. “Foi animador ver os dados da pesquisa e ouvir os convidados, mesmo diante do atual cenário, percebemos que a comunicação não sofreu tanto impacto negativo. Ao contrário, se tornou ainda mais essencial para empresas”, comentou a Jornalista, Dani Walendorff.

Para Rodrigo Azevedo, fazer a diferença na vida de profissionais que vivem de comunicação é o principal propósito de sua empresa e, também, a razão pela qual este evento foi organizado. Pelo menos é o que ele enfatiza com relação ao objetivo do webinar. “Faz anos que o Comunique-se tem se empenhado em fazer a diferença para quem vive da comunicação. Portal Comunique-se, Prêmio Comunique-se e nossas soluções corporativas, são alguns exemplos. E agora, novamente, por meio de lives transformadoras, como essa que realizamos”, completou.



Website: https://www.comunique-se.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp