01/06/2019 às 15h33min - Atualizada em 02/06/2019 às 00h03min

Anunciados os vencedores do Shell Ocean Discovery XPRIZE de US$ 7 milhões para avanços na exploração autônoma do oceano

Também foram anunciados os vencedores do prêmio de US$ 1 milhão do National Oceanic and Atmospheric Administration pela tecnologia subaquática “Sniffer”

DINO


A XPRIZE, líder mundial em projeto e gestão de competições de incentivo para superar grandes desafios da humanidade, anunciou hoje os vencedores do Shell Ocean Discovery XPRIZE de US$ 7 milhões, uma competição global para promover tecnologias para exploração e descoberta oceânica rápida, não tripulada e de alta resolução.

Os resultados foram revelados em uma cerimônia de premiação realizada no mundialmente conhecido Museu Oceanográfico de Mônaco, parte do Instituto Oceanográfico, Prince Albert I of Monaco Foundation. A vencedora do grande prêmio, que recebeu um total de US$ 4 milhões, foi a GEBCO-NF Alumni, uma equipe internacional com sede nos Estados Unidos, enquanto a KUROSHIO, do Japão, recebeu US$ 1 milhão como vice-campeã:

  • GEBCO-NF (Internacional) — Liderada por Rochelle Wigley, Ph.D., e Yulia Zarayskaya, Ph.D., a equipe de 14 países integrou tecnologias existentes e experiência de mapeamento oceânico com um navio de superfície robusto e de baixo custo não tripulado, o SeaKIT, juntamente com um novo sistema de processamento de dados baseado em nuvem que permite rápida visualização do leito marinho, para contribuir com o mapeamento abrangente do fundo do oceano até 2030.
  • KUROSHIO (Yokosuka, Japão) — Liderada por Takeshi Nakatani, Ph.D., a equipe integrou tecnologias de seus parceiros para criar uma embarcação de superfície e uma plataforma de software que podem operar com diferentes embarcações subaquáticas autônomas, o que aumenta a versatilidade de sua tecnologia.

O prêmio National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) Bonus Prize de US$ 1 milhão para equipes desenvolverem tecnologias capazes de detectar um sinal químico ou biológico subaquático e rastreá-lo autonomamente atéàsua fonte foi dividido entre a equipe de ensino médio Ocean Quest de San Jose, Califórnia, que recebeu US$ 800 mil como a vencedora, e a Tampa Deep Sea Xplorers, da Flórida, que recebeu US$ 200 mil como vice-campeã.

“Atualmente, mais de 80% do oceano do mundo não é mapeado, e tenho orgulho de ter trabalhado ao lado das pessoas que vão mudar isso como parte deste XPRIZE”, declarou o diretor executivo do Ocean Discovery XPRIZE, Jyotika Virmani, Ph.D. “Nossa visão é que essas novas tecnologias permitirão a descoberta de novas espécies oceânicas, recursos subaquáticos, características geológicas e métodos mais seguros de explorar o mar profundo, ao mesmo tempo em que esclarecem os mistérios das profundezas e descobrem o que permanece desconhecido desde o início dos tempos.”

Além disso, os jurados recomendaram por unanimidade um “Moonshot Award” de US$ 200 mil para a Team Tao do Reino Unido por sua abordagem única para o mapeamento do fundo do mar, mesmo que eles não tenham atendido aos critérios da competição.

“As realizações das equipes do Ocean Discovery XPRIZE são um verdadeiro reflexo da crença central da XPRIZE de que incentivar a população impulsionará a inovação e o investimento, levando a uma grande mudança no estado do mercado”, afirmou Anousheh Ansari, diretor executivo da XPRIZE. “É uma honra celebrar as equipes vencedoras GEBCO-NF Alumni, KUROSHIO, Ocean Quest e Tampa Deep Sea Xplorers, além da Team Tao por suas abordagens radicais e sem precedentes. Estamos ansiosos para ver esses pioneiros moldarem o futuro da exploração e descoberta oceânica.”

Para determinar os vencedores, o painel de jurados independentes analisou os dados dos testes de campo realizados em Kalamata, na Grécia, e em Ponce, Porto Rico. Em Kalamata, as equipes tinham até 24 horas para mapear pelo menos 250 km2 do fundo do oceano a uma resolução horizontal de 5 m ou mais. Os mapas de parâmetro de alta resolução e qualidade, com base nos quais os mapas das equipes foram julgados, foram fornecidos pela Ocean Infinity e pela Fugro, enquanto a Esri, líder mundial em software de sistema de informações geográficas (geographic information system, GIS) e gerenciamento de geodatabase, doou sua premiada plataforma ArcGIS on-line para as equipes e os jurados utilizarem.

“Na Shell, acreditamos fortemente no poder das ideias e no valor da colaboração para resolver grandes problemas”, disse Martin Stauble, vice-presidente de exploração da Shell na América do Norte e no Brasil. “Estamos orgulhosos de fazer parte do Shell Ocean Discovery XPRIZE. Esse prêmio estimulou equipes de todo o mundo e incentivou a inovação, tecnologia e aprendizado, tudo em apoio ao fornecimento de dados para uma melhor compreensão de nossos oceanos. Esperamos que os resultados desse XPRIZE sejam um catalisador para a criação de uma mudança radical na velocidade e qualidade de dados que as empresas, institutos de pesquisa e a sociedade podem usar.”

Como parte do total de US$ 7 milhões em prêmios, quatro equipes optaram por concorrer ao prêmio NOAA Bonus Prize de US$ 1 milhão. Em um teste de campo em Ponce, Porto Rico, as equipes precisavam demonstrar que sua tecnologia pode “farejar” um objeto específico no oceano, primeiro detectando e depois rastreando um sinal biológico ou químico até sua origem. Como os jurados determinaram que nenhuma equipe foi capaz de rastrear o sinal até sua origem no prazo permitido, o prêmio foi dividido entre as duas equipes que chegaram mais perto.

No ano passado, nove equipes finalistas receberam uma parcela igual do primeiro US$ 1 milhão do prêmio de US$ 7 milhões, em reconhecimento a seu progresso até o momento e para apoiar o contínuo desenvolvimento tecnológico das equipes.

“O NOAA tem orgulho de apoiar essa importante competição que está acelerando o desenvolvimento de novas ferramentas não tripuladas capazes de rastrear sinais químicos e biológicos em nossos oceanos”, disse Neil Jacobs, Ph.D., administrador em exercício do NOAA. “As tecnologias de ponta que surgiram como resultado do NOAA Bonus Prize ajudarão a impulsionar uma crescente Economia Azul e inspirar futuras inovações.”

Como parte de seu trabalho de impacto pós-prêmio, a XPRIZE anunciou uma parceria com o Seabed 2030, um projeto de colaboração entre a The Nippon Foundation e a General Bathymetric Chart of the Oceans (GEBCO) para inspirar o mapeamento completo do oceano até 2030 e compilar todos os dados batimétricos no GEBCO Ocean Map, disponível gratuitamente.

Além disso, e antecipando o Dia Mundial do Oceano em 8 de junho, a XPRIZE lançará uma antologia de ficção científica de oceano com 19 contos originais e obras de arte ambientadas em um futuro em que a tecnologia ajudou a desvendar os segredos dos oceanos do mundo.

Para mais informações, acesse o site oceandiscovery.xprize.org.

Sobre a XPRIZE

A XPRIZE projeta e realiza competições globais multimilionárias para incentivar o desenvolvimento de avanços tecnológicos que acelerem o movimento da humanidade em direção a um futuro melhor. Estão entre as competições ativas o NRG COSIA Carbon XPRIZE de US$ 20 milhões, o ANA Avatar XPRIZE de US$ 10 milhões e o IBM Watson AI XPRIZE de US$ 5 milhões. Para obter mais informações, acesse xprize.org.

Sobre a Royal Dutch Shell

A Shell tem sido uma pioneira em tecnologia por mais de 100 anos e apresentou muitos “primeiros” transformadores da indústria para fornecer a energia de que seus clientes e parceiros necessitam. Desde 2007, a Shell já investiu mais de US$ 1 bilhão por ano em pesquisa e desenvolvimento. Em 2014, nossos investimentos em pesquisa e desenvolvimento foram de US$ 1,2 bilhão. O pessoal técnico e de engenharia da Shell soma mais de 43 mil pessoas.

As empresas Shell operam em mais de 70 países e territórios com negócios que incluem exploração de petróleo e gás e produção; produção e comercialização de gás natural liquefeito e gás para líquidos; fabricação, comercialização e transporte de produtos petrolíferos e químicos e projetos de energia renovável. A Royal Dutch Shell plc está registrada na Inglaterra e País de Gales, tem sua sede em Haia e está listada nas bolsas de valores de Londres, Amsterdã e Nova York. Para mais informações, acesse www.shell.com.

Sobre a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA)

A National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) é uma instituição pública federal com base científica no âmbito do Departamento de Comércio dos Estados Unidos, com responsabilidades regulamentares, operacionais e de serviços de informação com presença em todos os estados e territórios norte-americanos. A missão da NOAA é compreender e prever as mudanças no meio ambiente da Terra, das profundezas do oceanoàsuperfície do Sol, bem como conservar e gerenciar os recursos marinhos e costeiros. Para obter mais informações, acesse www.noaa.gov.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Eric Desatnik e Katherine Schelbert

310.741.4880 / eric@xprize.org

katherine.schelbert@xprize.org


Fonte: BUSINESS WIRE

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp