26/11/2020 às 09h28min - Atualizada em 26/11/2020 às 09h28min

ITAPEMA e TIJUCAS são as cidades campeãs de mortes por COVID

Paulo Lovi - Jornalista DRT/RS 13.380
Na triste batalha contra a COVID-19, duas cidades vizinhas caminham juntas na liderança das estatísticas que apavoram o mundo desde que a epidemia teve seu primeiro caso oficial registrado em 12 de dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, China. Do lado de cá do mundo, Tijucas apresenta hoje um dos mais altos índices de infectados e de mortes do Estado de Santa Catarina chegando a 93,22 pessoas infectadas e 1,25 mortes para cada grupo de mil habitantes. Não muito distante, em Itapema são registradas 1,14 mortes e 66,61 infectados para cada grupo de mil habitantes. Os índices superam as médias do Estado de Santa Catarina, as médias das Regiões Brasileiras e até mesmo as médias nacionais.

O PORTAL CIDADE NO AR passou as últimas semanas acompanhando os números, tentando junto encontrar uma explicação junto as autoridades municipais e apartando do tema COVID-19 as visões emocionais que tem tomado conta de todas as conversas sobre esse assunto. Esta reportagem tem a pretensão de trazer clareza a números que são olhados diariamente por autoridades e pela população em geral de forma que a realidade local parece fria e distante. Porém, as tabelas precisam ser olhadas, comparadas e os dados confrontados afim de enxergarmos como cada cidade está lidando com uma doença que colocou  o mundo de joelhos e hoje, quase um ano depois, ainda não se tem clareza como lidar com essa doença.

A cidade de Tijucas tem uma população, segundo projeção do IBGE/2019, de 26.344 habitantes. Os números sobre a COVID na cidade, se comparado com outros municípios catarinenses e com as médias regionais e brasileira, chama a atenção porque a cidade é a campeã de infectados e mortos por grupo de mil habitantes. São 93 infectados e 1,25 mortos por grupo de mil pessoas segundo dados do boletim epidemiológico. Essas médias superam em muito as do Estado de Santa Catarina. Na questão de contaminados, enquanto as médias estaduais indicam 43,46 infectados para cada grupo de mil pessoas, Tijucas tem 93,22. Ou seja a média dos tijuquenses é duas vezes maior que a estadual. Se compararmos o número de mortos, enquanto em SC fica 0,47 mortos por grupo de mil pessoas, Tijucas aparece com uma média de 1,25 maior. Ou seja 165% a mais de mortes do que a média do Estado.

Na vizinha Itapema a triste realidade não é diferente. A cidade apresenta índices muito superiores as demais cidades da região em que está inserida. Itapema faz parte da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI). Se levarmos em conta apenas as cidades dessa associação (Tijucas não faz parte da AMFRI), Itapema se destaca negativamente. É a campeã absoluta de mortes entre os município da AMFRI. São 1,14 mortos para cada grupo de mil pessoas. São 75 itapemenses mortos até o dia 19 passado. Nesse item, a média de mortos em Itapema é 36% superior a de Itajaí. No quesito infectados, a cidade registra 66,61 infectados a cada grupo de hum mil habitantes. 

    
O silêncio como resposta

Desde a última segunda-feira estamos tentando obter entrevistas com as autoridades municipais com a finalidade obter uma visão oficial sobre os números alarmantes da COVID-19 nas duas cidades. Em nenhuma delas obtivemos êxito. As cidades tristemente campeãs nas estatísticas negativas dessa doença, tem em comum também a maneira como tratam do assunto quando são questionadas.

Em Tijucas entramos em contato com a Assessoria de Imprensa na segunda-feira, enviamos as perguntas para facilitar e aguardamos respostas que publicaremos assim que obtivermos alguma palavra da assessoria de imprensa da Prefeitura. Todas essas conversas estão registradas via aplicativo de mensagens.

Em Itapema fizemos contato com o Assessor de Imprensa da Prefeitura, com o Secretário de Saúde do Município e com uma Assessora Pessoal da Prefeita. De igual forma não obtivemos êxito. Caso recebamos algum comunicado faremos uma reportagem apresentando a leitura das autoridades do município frente aos números da doença.


MORTES POR COVID EM SC até 19/11/2020

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO
 
CIDADE NÚMERO DE HABITANTES CASOS DE COVID TOTAL DE MORTES Nº DE CONTAMINADOS POR 1 MIL/HAB Nº DE MORTES POR 1 MIL/HAB
ITAJAÍ 219.536 10.102 185 46,01 0,84 (3ª)
BALNEÁRIO CAMBORIÚ 142.295 10.222 97 71,83 (4º) 0,68 (5ª)
ITAPEMA 65.312 4.351 75 66,61 (5º) 1,14 (2ª)
NAVEGANTES 81.475 3.216 56 39,47 0,68 (4ª)
CAMBORIÚ 82.989 4.054 51 48,84 0,61
PENHA 31.764 1.290 22 40,61 0,69 (4ª)
BOMBINHAS 16.311 1.387 11 85,03 (2º) 0,67 (6º)
BALNEÁRIO PIÇARRAS 19.329 1.185 10 61,30 0,51
PORTO BELO 16.118 1.160 10 71,96 (3º) 0,62
ILHOTA 13.857 670 6 48,35 0,43
TIJUCAS 26.344 2.456 33 93,22  (1º) 1,25 (1º)
LUIZ ALVEZ 12.162 389 2 31,98 0,16
FLORIANÓPOLIS 500.973 27.066 203 54,02 0,40
JOINVILE 590.466 27.036 374 45,78 0,63 
CHAPECÓ 220.367 9.033 86 40,99 0,39
CRICIÚMA 215.186 10.176 116 47,28 0,53
SÃO JOSÉ 246.586 15.162 127 61,48 0,51
RIO DO SUL 71.061 1.744 12 24,54 0,16
PALHOÇA 171.797 10.635 79 61,90 0,45
 
 
CIDADE NÚMERO DE HABITANTES CASOS DE COVID TOTAL DE MORTES Nº DE CONTAMINADOS POR 1 MIL/HAB Nº DE MORTES POR 1 MIL/HAB
Média AMFRI 701.148 38.026 525 54,23 0,74
Média SC 7.165.000 311.393 3.405 43,46 0,47
 

Síntese de casos, óbitos, incidência e mortalidade (19/11/2020)
(https://covid.saude.gov.br/)
 
BRASIL POR REGIÃO NÚMERO DE HABITANTES CASOS DE COVID TOTAL DE MORTES Nº DE CONTAMINADOS POR 1 MIL/HAB Nº DE MORTES POR 1 MIL/HAB
SUDESTE 80,35 milhões 2.107.276 168.613 23,84 0,87
CENTRO-OESTE 16,09 milhões 739.896 76.906 45,40 0,96
NORDESTE 53,6 milhões 1.566.933 15.796 27,43 0,76
NORTE 15,86 milhões 745.439 43.701 40,44 0,89
SUL 27,38 milhões 861.621 15.714 28,74 0,52
 
 
BRASIL POR REGIÃO NÚMERO DE HABITANTES CASOS DE COVID TOTAL DE MORTES Nº DE CONTAMINADOS POR 1 MIL/HAB Nº DE MORTES POR 1 MIL/HAB
BRASIL TOTAIS 209,5 milhões 6.020.164 168.613 28,64 0,80
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp