09/06/2022 às 17h02min - Atualizada em 09/06/2022 às 18h01min

STJ mantém indenização às vítimas do desabamento do Palace 2

Cerca de R$ 30 milhões devem ser destinados às vítimas. Os recursos são oriundos da venda de um terreno da Construtora Sersan, que pertencia ao ex-deputado federal Sérgio Naya, falecido em 2009.

agenciabrasil.ebc.com.br/rss/justica
https://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2022-06/stj-mantem-indenizacao-vitimas-do-desabamento-do-palace-2

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou na terça-feira (7) dois recursos envolvendo o processo de indenização dos moradores afetados pelo desmoronamento do Edifício Palace 2, ocorrido em fevereiro de 1998, no Rio de Janeiro. 



Com a decisão, o processo deverá retornar ao Tribunal de Justiça do Rio, onde está em fase de execução. Cerca de R$ 30 milhões devem ser destinados às vítimas. Os recursos são oriundos da venda de um terreno da Construtora Sersan, que pertencia ao ex-deputado federal Sérgio Naya, falecido em 2009. 



O edifício Palace 2 estava localizado na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense. Antes de ser totalmente demolido, o prédio teve dois desmoronamentos: o primeiro ocorreu às 3h do dia 22 de fevereiro de 1998, com a queda das colunas 1 e 2 do prédio, onde havia 44 apartamentos, matando oito pessoas. 



No dia 24 de fevereiro do mesmo ano, a prefeitura do Rio anunciou a implosão do edifício, mas antes da execução, marcada para cinco dias depois, ocorreu novo desmoronamento, destruindo 22 apartamentos. Em seguida, foi necessária a realização da implosão total do prédio, que tinha 176 apartamentos.




Fonte: https://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2022-06/stj-mantem-indenizacao-vitimas-do-desabamento-do-palace-2
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp