12/05/2020 às 15h54min - Atualizada em 12/05/2020 às 16h12min

Governo de SP libera comercialização de flores

As floriculturas, garden centers e mercados de flores podem funcionar durante o período de quarentena, segundo Decreto do Governo de SP. A medida visa diminuição dos impactos econômicos no segmento, um  dos mais afetados pela pandemia da Covid-19, com queda de 90% nas vendas.

DINO
http://itamarborges.com.br/


As floriculturas, garden centers e mercados de flores podem funcionar durante o período de quarentena, segundo Decreto do Governo de SP. A medida visa diminuição dos impactos econômicos no segmento, um  dos mais afetados pela pandemia da Covid-19, com queda de 90% nas vendas.

Os estabelecimentos de comércio de insumos agropecuários são considerados atividades essenciais. Assim, lojas que englobam as atividades do setor de plantas e flores ornamentais também podem operar, desde que tomadas todas as medidas sanitárias de higienização e de impedimento de aglomerações.

O deputado Itamar Borges, presidente da Frente Parlamentar do Agronegócio Paulista (SP-AGRO), juntamente com o deputado federal Arnaldo Jardim, que lidera o movimento como vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), vem apoiando e trabalhando em busca de soluções para mitigar os impactos negativos e os prejuízos ao setor de floricultura. “A medida é de extrema importância para o setor, que sofreu grandes perdas com o cancelamento de eventos e festas”, destaca o deputado Itamar.

Para incentivar as pessoas a presentearem com flores neste período de isolamento social, no Dia das Mães, comemorado no último domingo (10), diversas campanhas ganharam força e a data trouxe fôlego financeiro para produtores e comerciantes. “As flores são uma bela forma de demonstrar o nosso amor, são o alimento da alma, trazem vida e boas energias aos nossos lares, além do apoio emocional, alegria e esperança que representam”, fala Itamar Borges.

O parlamentar afirma ainda que irá continuar trabalhando, em conjunto com a FPA e as entidades representativas da cadeia do agro, para aprovação de novas medidas para ajudar o setor de flores e plantas. “Abrace com flores, que se tornaram símbolo de presença e renovação diante da pandemia da Covid-19”, frisa o deputado Itamar, ao lembrar que segue apoiando os demais setores que movimentam a economia e contribuem com a geração de emprego e renda, acompanhando e sugerindo medidas. O Governo de SP também vem estudando outras flexibilizações para liberar o máximo de atividades econômicas, desde que preservada as medidas sanitárias de higienização e contato.

São Paulo é o principal estado produtor e exportador de flores no Brasil. O país tem cerca de 8,3 mil produtores, 60 centrais de atacado (como as cooperativas, por exemplo), 680 atacadistas e prestadores de serviço e mais de 20 mil pontos de varejo. De acordo com o Ibraflor - Instituto Brasileiro de Floricultura, a cadeia produtiva movimenta cerca de R$ 10 bilhões por ano, sendo que o estado de São Paulo representa quase 40% desse total. O Dia das Mães acaba tendo uma participação muito grande nessa movimentação, uma vez que é a segunda data mais importante do varejo. Por conta da quarentena, o comércio foi fortemente impactado. Os mais atingidos são os pequenos negócios.

“A pandemia da Covid-19 representa grande ameaça aos micro e pequenos empreendedores, que precisam de mais fôlego para se recuperar dos impactos causados pelo novo coronavírus. Por isso, desde o início da crise, venho propondo ações para minimizar os impactos na economia e na vida das pessoas”, finaliza o deputado Itamar Borges, que também preside a CAE – Comissão de Atividades Econômicas da Alesp, que trata de assuntos dos setores de Agricultura, Turismo, Comércio e Indústria e a Frente Parlamentar do Empreendedorismo.



Website: http://itamarborges.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp