23/06/2021 às 16h03min - Atualizada em 24/06/2021 às 00h00min

Parques lineares devem fortalecer municípios da região turística Norte Pioneiro

Apresentação aconteceu durante reunião ordinária da Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná

SALA DA NOTÍCIA Assessoria ATUNORPI / Jivago França
Gilson Abreu / AEN
A instalação de parques lineares por meio do Programa Estadual Parques Urbanos, do Governo do Estado, deve mudar o visual de muitos municípios do Norte Pioneiro, além de atrair mais turismo para a região e melhorar o meio ambiente. Recentemente representantes do Instituto Água e Terra (IAT) participaram da reunião ordinária da ATUNORPI (Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná) onde apresentaram o programa para os municípios participantes.

Os parques lineares, como o nome sugere, têm comprimento maior que a largura, formando uma “linha” de área verde. Normalmente eles são construídos paralelamente a cursos d’água, como rios e córregos, acompanhando seus trajetos.

Esses parques podem ajudar na preservação e na revitalização de cursos de água, que muitas vezes são canalizados. Essas áreas configuram muito mais do que um espaço de lazer e convivência que deixa a cidade mais bonita e agradável, sendo também importantes para a preservação dos locais, chamadas pelos especialistas de “fundos de vale”.

De acordo com o Engenheiro Civil Residente - IAT de Cornélio Procópio, Adriano Seidi Mikami, “o município geralmente tem dificuldade de fazer o manejo dos locais de emissário, ou seja, onde aquela parte da água captada da chuva vai desaguar num corpo d'água. Isso acaba causando um problema sério de erosão, visto que a maioria das cidades tem um relevo inclinado aqui no norte”, explicou.

Ainda segundo ele, “o programa visa criar parques, com investimento do estado via convênio nesses locais. Dessa forma freia a erosão, revitaliza os arredores e tem um lugar de lazer para população, que antes era abandonado. Essas áreas de fundo de vale são as menos valorizadas no município. Por receber água da chuva, são muito passíveis de enchentes, então ninguém quer investir ali, além disso o pessoal joga lixo, fica abandonado e quando não, começa a ter invasão irregular”, detalhou.
 
O presidente da ATUNORPI (Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná), Welington Trautwein Bergamaschi, destacou a importância do Programa Estadual Parques Urbanos principalmente para a região turística do Norte Pioneiro. “Com este programa, o governo estadual irá auxiliar para o turismo de toda a região. Essa é uma parceria muito boa para todos envolvidos e fortalece muito todos municípios dessa nossa região turística”, frisou.

Em Andirá, por exemplo, antigo fundo de vale abandonado, repleto de sujeira, entulhos e bichos urbanos, vai dar lugar a uma imensa área verde, com foco na preservação ambiental, além de poder oferecer estrutura para lazer, diversão e práticas esportivas. No município, o parque tem previsão de ficar pronto no primeiro semestre de 2021. Está previsto pista para caminhada, ciclovia, equipamentos esportivos, rampas de acessibilidade, calçada, sinalização e iluminação. O investimento é de R$ 500 mil.

O Programa Estadual Parques Urbanos foi lançado em 2019 e está sob coordenação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo. O secretário estadual da pasta, Márcio Nunes, explica que o programa pretende incentivar a criação de parques em regiões de fundo de vale ou áreas com ações erosivas. Uma das características comuns às áreas de Fundo de Vale é a presença de recursos hídricos, o que aponta para a existência de Áreas de Preservação Permanente Ecológica (APP).

Já em Itambaracá, a prefeita Mônica Zambon relatou estar tentando fazer algumas mudanças de local. Cornélio Procópio e Ribeirão do Pinhal pertencentes a área de atuação da ATUNORPI, além de outros municípios do Paraná já solicitaram participação no programa.

Segundo o Engenheiro Civil Residente - IAT de Cornélio Procópio, para participar do programa, a área tem que pertencer ao município, com a matrícula regularizada. “Tem que estar em território urbano ou de expansão urbana, conforme o plano diretor e tem que ser uma área de fundo de vale, ou apresentar sinais de degradação ambiental, cuja intervenção do convênio representará melhoria no âmbito ambiental”, destacou.

ATUNORPI- Associação Turística do Norte do Paraná é uma entidade civil, caracterizada como associação de natureza turística, cultural e ambiental e foi fundada em 19 de agosto de 2015. Ela é uma Instância de Governança Regional, responsável pela Região Turística do Norte Pioneiro. Atualmente a região do Norte Pioneiro é integrada por 16 municípios que estão inseridos no Mapa do Turismo Nacional do Ministério do Turismo: Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Cornélio Procópio, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp