20/04/2023 às 12h57min - Atualizada em 21/04/2023 às 00h04min

Gestão Ricardo Nunes intensifica atendimento a pessoas em situação de rua na onda do frio prevista para o feriado

Política, Cotidiano

SALA DA NOTÍCIA Micheletto Comunicação
A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) inicia nesta quinta-feira (20), a intensificação das ações de abordagens e atendimento social com ampliação de vagas na redesocioassistencial a fim de assegurar o enfrentamento à onda de frio prevista nos dias de feriado prolongado. Além da instalação de três tendas de atendimento, 300 vagas emergenciais de pernoite serão abertas.

As tendas serão instaladas na Praça da República e Praça Marechal Deodoro, no centro da cidade, e na Praça Cid José da Silva Campanella, na Mooca, zona leste.  Nestes locais, haverá distribuição de cobertores e serão servidas bebidas quentes, além dos encaminhamentos com transporte para serviços de acolhimento.

As vagas emergenciais de pernoite serão distribuídas no Ginásio da Portuguesa, na zona norte, e nos clubes municipais de Santana, também na zona norte, Independência, na zona sul, e Barra Funda, na zona oeste.

“O objetivo é enfrentar o frio, embora ainda não esteja ativa a Operação Baixas Temperaturas que deve iniciar as frentes de trabalho no mês de maio, antecipando algumas das nossas ações para dar total retaguarda a quem quiser acolhimento, assim como oferecer alimentação e cobertores nas tendas”, declarou o secretário Carlos Bezerra Jr.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), os termômetros marcarão temperaturas inferiores entre 11 e 13°C em diversos pontos da cidade durante os próximos dias.

Rede de acolhimento

A SMADS possui a maior rede socioassistencial da América Latina com quase 22 mil vagas de acolhimento para as pessoas em situação de rua. Dentre os serviços estão os Centros de Acolhida, hotéis sociais, Repúblicas para Adultos, Vilas Reencontro, entre outros.

As equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) são acionadas para realizar o atendimento da pessoa em situação de rua e ofertar o acolhimento. Os encaminhamentos para os serviços da rede socioassistencial são realizados através de um dos seis Centros POP existentes na capital, dos 54 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), dos 30 Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) ou por meio de abordagens sociais, realizadas pelo SEAS. Importante destacar que a mesma pessoa pode ser atendida, abordada e acolhida mais de uma vez.

Atualmente, existem 295 duplas de orientadores socioeducativos de SEAS que trabalham em toda a cidade de São Paulo. Eles atendem interruptamente de segunda a segunda, realizando abordagens sociais e ofertando encaminhamentos aos serviços da rede socioassistencial da Prefeitura, bem como às demais políticas públicas do município.
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp