07/07/2023 às 17h25min - Atualizada em 08/07/2023 às 00h04min

A lentidão da Justiça e a saga da Midas Trend: uma ameaça renovada

Nesse caso estima-se que sejam cerca de 60 mil vítimas

SALA DA NOTÍCIA MP News
Jorge Calazans*

O universo dos investimentos é frequentemente palco de histórias de ascensão meteórica. No entanto, nem todas essas histórias possuem finais felizes, especialmente quando envolvem esquemas fraudulentos, como o caso da Midas Trend. Esta empresa, sob a liderança dos irmãos Devanir e Devaney Vieira dos Santos, está atualmente sob investigação por sua suposta participação em um esquema de pirâmide financeira que afetou milhares de famílias. Nesse caso estima-se que sejam cerca de 60 mil vítimas.

O Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) já iniciou uma ação civil pública contra a empresa e seus gestores, o que pode ser considerado um passo positivo na direção correta. Contudo, a lentidão do progresso dessa investigação tem sido alarmante. Enquanto o processo se arrasta, os supostos infratores estão, aparentemente, se envolvendo em novos esquemas.

Recentemente, Devanir Santos iniciou novas operações, conhecidas como METWAY e ProfitWay, que parecem seguir o mesmo padrão observado na Midas Trend, incluindo, lamentavelmente, o não pagamento de seus investidores. De maneira ainda mais audaz, Santos solicitou recentemente, durante uma transmissão ao vivo, que as vítimas fizessem um novo aporte de R$ 100,00 para recuperarem seus investimentos.

Considerando as 60 mil vítimas do esquema original, se cada uma delas atender ao pedido de Santos, ele poderá arrecadar até R$ 6 milhões. Esse é um número chocante, que reforça a urgência de uma ação eficaz das autoridades.

Diante dessa situação preocupante, é essencial que haja uma resposta urgente das autoridades. Afinal, a falta de ação neste momento poderia permitir que milhares de pessoas sejam novamente prejudicadas.

Recomendamos fortemente que os investidores se mantenham alertas e bem-informados. Qualquer plano de recuperação ou nova operação anunciada por Santos deve ser tratada com extrema cautela, a menos que haja comprovação de participação e aprovação das autoridades competentes.

A busca por justiça para todos os investidores prejudicados pela Midas Trend deve continuar a todo vapor.

Não se pode permitir que esquemas como este persistam impunemente, prejudicando inúmeras famílias e desestabilizando a confiança no sistema financeiro. O compromisso com a verdade e a justiça deve prevalecer, garantindo que os responsáveis por tais esquemas sejam devidamente responsabilizados e que a integridade do setor financeiro seja protegida.

Em tempos de crise e incerteza, a transparência e a responsabilidade devem ser a bússola orientadora, tanto para as autoridades quanto para os investidores. As ações de hoje determinarão o panorama de confiança no sistema financeiro de amanhã. E contamos com o braço forte (e mais ágil) da Justiça para renovar a esperança de milhões de investidores no Brasil que são vítimas diárias de fraudes e golpes financeiros.

*Jorge Calazans é advogado criminalista, sócio do escritório Calazans e Vieira Dias e especialista na defesa de investidores vítimas de fraudes financeiras
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp