21/04/2022 às 10h34min - Atualizada em 24/04/2022 às 00h10min

Festival da Diversidade de São Vicente termina neste domingo (24/4), com atrações presenciais e online

Programação reúne artistas e produções LGBTQIA+ da Baixada Santista e da capital

SALA DA NOTÍCIA Widia Cultural | LN Textos e Assessoria
Divulgação

Até o próximo domingo, 24 de abril, acontece o 1° Festival da Diversidade de São Vicente - CALUNGA B*TCH. O evento, contemplado pelo Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo, está sendo realizado de forma presencial no Espaço Multicultural de São Vicente (Praça 22 de Janeiro – Biquinha) e online pelo canal da Widia Cultural, produtora do Festival.

A programação reúne artistas e produções LGBTQIA+ da Baixada Santista e da capital paulista em mostras de cinema e teatro, shows, exposição fotográfica (“A Inclusão na Diversidade”), performances, bate-papos e workshops. Todas as atividades, híbridas e presenciais, são gratuitas.

Programação de sexta-feira (21) a domingo (24):


SEXTA-FEIRA, 22/04

16h30 - Youtube Widia Cultural - Workshop de Drag Queen online
18h - Youtube Widia Cultural - Bate-Papo - Inclusão e Trabalho LGBTQIA+ online
19h - Espaço Multicultural - Roda de bate-papo com a equipe do filme. 
19h30 - Espaço Multicultural - Mostra de Cinema LGBT - Filmes: “Porta-Retrato”, de Eduardo Ferreira; e “Abismo - Minha História de Violência”, de Betinho Neto (foto).
21h30 - Youtube Widia Cultural - Mostra de Teatro LGBT – “Amâncio”, da Cia. Trilha de Teatro online

SÁBADO, 23/04

17h - YouTube Widia Cultural - Bate-Papo - Transição de Gênero e a Política Pública de Saúde para pessoas Trans online
18h - YouTube Widia Cultural - Mostra de Teatro LGBT - A Doença do Outro online
19h - Espaço Multicultural - Bate-papo com a equipe dos filmes
19h15 - Espaço Multicultural - Mostra de Cinema - Filmes: Se Trans For Mar e Os Primeiros Soldados

DOMINGO, 24/04 

19h - Espaço Multicultural de São Vicente - Shows de Lelê Lótus e Livia & Gi. Performance de Rafaelly Poul. Entrega da premiação para os 3 primeiros colocados na votação popular da Exposição Fotográfica "A Inclusão na Diversidade" e das performances de Drag Queen.

CALUNGA B*TCH
+ Sobre São Vicente e o Movimento LGBTQIAP+ 

Entre as nove cidades da Baixada Santista, São Vicente (SP) é a que mais acolhe pessoas LGBTQIAP+. O município foi um dos principais redutos festivos do Brasil nas décadas de 70 e 80. O famoso Baile de Carnaval "Mares do Sul", no Ilha Porchat Clube, por exemplo, reunia figuras emblemáticas do cenário político e artístico do Brasil e do mundo e, ao mesmo tempo, a comunidade LGBTQIAP+, na época ainda sob a sigla GLS, que também movimentava a cidade com os shows de travestis em boates voltadas para este segmento. As festas no Ilha Porchat Clube e nas boates GLS contribuíram para o aumento do fluxo de pessoas LGBTQIAP+ na cidade. 

“Calunga” é o apelido popular dos vicentinos, desde a chegada dos primeiros africanos, trazidos por traficantes de escravos. “B*tch” (bitch), apesar da palavra em inglês, é uma gíria muito utilizada no meio LGBTQIA+ brasileiro e que não possui conotação pejorativa entre a comunidade. 

O CALUNGAB*TCH – 1º Festival da Diversidade de São Vicente pretende fortalecer o movimento LGBTQIAP+ da Baixada Santista, valorizar artistas locais, criar um intercâmbio com artistas da capital e contribuir para o crescimento do turismo LGBTQIA+, impulsionando a economia de São Vicente. 
 


Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp