25/11/2021 às 18h45min - Atualizada em 26/11/2021 às 00h10min

Tempo, livro e literatura são destaques da programação da Fundação do Livro e Leitura nesta quinta e sexta-feira

SALA DA NOTÍCIA Verbo Nostro
A programação cultural desta semana da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, que conta com a curadoria da Pretoteca Zenaide Zen, termina nesta sexta-feira (26/11). Todas as atividades são on-line, gratuitas e abertas à população.

A Pretoteca Zenaide Zen é uma biblioteca itinerante afrocentrada, mantida por pessoas negras, que surgiu no início deste ano com a proposta de construir um acervo literário de autores e autoras negras, resgatando a história e humanidade do continente e da diáspora africana.

Nesta quinta-feira (25/11), às 20h30, o encontro digital terá o tema “Pra ontem - um papo sobre autonomia e autogestão”, com a participação de Camila Oliveira e Marcelo Domingos, integrantes da Pretoteca Zenaide Zen, e Eduardo Donaire, da Biblioteca Zumbi dos Palmares. O bate-papo irá falar sobre livros, bibliotecas, literatura e arte com base nos princípios de autonomia e autogestão. A atividade acontece no Instagram da Fundação do Livro e Leitura.

Para encerrar a agenda, acontecem, no dia 26/11 (sexta-feira), duas atividades: a partir das 20 horas, Iuliana Rodrigues, do Resenha Preta, Clube da Leitura; Carol Gregório, produtora cultural da Biblioteca Sinhá Junqueira; e Melina Oliveira, da Pretoteca Zenaide Zen, discutem a “Circularidade: o tempo como um eterno recomeço”. Após o bate-papo, Lorena Ramos, Precy Anne e Romã Andrade, atrizes da Cia. Quadro Negro, farão uma leitura dramática do livro “Os 3 Esús e o Tempo”, de Rodrigo Cândido. A atividade acontece no Instagram da Fundação do Livro e Leitura.

Parceria
Camila Oliveira, integrante da Pretoteca, destaca que a proposta da programação é proporcionar diversas linhas de discussões. “Vivemos numa sociedade, fruto da colonização, que historicamente luta contra o tempo, sempre se movendo entre passado e futuro. A temática foi escolhida para refletirmos como esse tempo nos afeta enquanto pessoas pretas, os reflexos na nossa luta e organização de povo, já que a nossa ancestralidade africana ensina que o tempo é nosso aliado”, explica. Segundo ela, a programação irá trazer ferramentas da oralidade, da leitura e da escrita para conectar passado, presente e futuro. “Nosso público são as pessoas pretas, e sempre a ideia é proporcionar o levante do nosso povo, africano da diáspora Brasil, através de debates lúcidos e inspiradores”, conclui.


“Tempo ancestral – a sabedoria dos nossos mais velhos”
Nesta última terça-feira (23), a programação recebeu, ao vivo, os escritores Paulo Ifatide Ifamoroti, Odete Silva Dias e Maria Helena Ramos: juntos, debateram o tema “Tempo ancestral – a sabedoria dos nossos mais velhos” e destacaram que a ancestralidade deve ser lembrada e jamais esquecida. “Ela é nossa via de identidade histórica. Sem ela, não sabemos quem somos e nunca saberemos o que queremos ser. Esse é o pensamento que me move no mundo”, disse o escritor Paulo Ifatide Ifamoroti, durante o bate-papo que ainda contextualizou o início do racismo no planeta.

Para o escritor, foi quando os missionários chegaram na África para inserir a religião católica nos povos que ali viviam. “Negaram humanidade aos africanos, a um portador de cultura. Tudo o que vem da África, é negativado, todo o conhecimento é apagado ou transformado em conhecimento do branco europeu”, revelou. O escritor ainda reforçou a importância de seguir lutando contra o racismo e as diferenças impostas por esse pensamento. “Nós brigávamos por cotas raciais nas universidades, conseguimos, mas o racismo continua”.

SERVIÇO:
Live “Pra ontem - um papo sobre autonomia e autogestão”, com Camila Oliveira, Marcelo Domingos e Eduardo Donaire
Data: 25/11 (quinta-feira)
Horário: 20h30
Plataformas de exibição: Instagram (@fundacaolivrorp), plataforma digital (www.fundacaodolivroeleiturarp.com) e Youtube (www.youtube.com/user/FeiraDoLivroRibeirao)

Live: “Circularidade - o tempo como um eterno recomeço”, com Iuliana Rodrigues, Carol Gregório e Melina Oliveira
Data: 26/11 (sexta-feira)
Horário: 20 horas
Após o bate-papo, Lorena Ramos, Precy Anne e Romã Andrade, atrizes da Cia. Quadro Negro, farão uma leitura dramática do livro “Os 3 Esús e o Tempo”, de Rodrigo Cândido
Plataformas de exibição: Instagram (@fundacaolivrorp), plataforma digital (www.fundacaodolivroeleiturarp.com) e Youtube (www.youtube.com/user/FeiraDoLivroRibeirao)

Sobre a Pretoteca
A Pretoteca Zenaide Zen é uma biblioteca itinerante afrocentrada que surgiu em 19 de janeiro de 2021. O dia e mês foram escolhidos por se tratarem da mesma data de nascimento de Zenaide Zen que negou seu sobrenome ‘Pereira da Silva’, por acreditar que este nome não fazia parte da sua história, adotando o sobrenome Zen (de Zenaide) e significa equilibro. Criada e mantida por pessoas negras, a Pretoteca Zenaide Zen tem o objetivo de construir um acervo literário de autores e autoras negras, oferecido à comunidade preta. Além do acervo, realiza grupos de leitura, contação de história, debates sobre a contemporaneidade, entre outras atividades que visam questionar a condição do negro na diáspora brasileira e oferecer alternativas de existência que não a da sociedade branca-ocidental.

Sobre a Fundação
A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Em 2020, a Feira tornou-se internacional e neste ano de 2021 realizou sua 20ª edição, pela primeira vez, no formato on-line, devido à pandemia do novo Coronavírus.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e agora internacional, ao longo de seus mais de 20 anos, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp