17/02/2020 às 15h44min - Atualizada em 17/02/2020 às 15h44min

Exposição “Mandalas Brasileiras” abre calendário cultural no Palácio da Polícia, em Santos

Vernissage da artista Luciane Funk de Andrade será no próximo dia 18/02, às 17h, e pode ser visitada até 15/03. A curadoria é do artista plástico Kleber Nunes.

COMMUNICA BRASIL
“Mandalas Brasileiras” é o tema da exposição da artista curitibana Luciane Funk de Andrade, que será inaugurada no próximo dia 18/02, no Espaço Cultural Dr. Paulo Bonavides, no Palácio da Polícia de Santos, abrindo o calendário cultural de 2020 do espaço, com curadoria do artista plástico Kleber Nunes. A vernissage acontece às 17h e contará ainda com homenagem a policiais civis aposentados e outorga do Prêmio “Destaque Policial”.  “As mandalas são imagens que se repetem dentro de um padrão em que um lado é sempre igual ao outro. Eu quis explorar este conceito misturando as mandalas com ilustrações brasileiras”, explica a artista.

Tecido, tinta emborrachada e madeira. Esta foi a base para a produção das 8 obras que estarão expostas e que apresentam desenhos relacionados ao Brasil – sua história, seus símbolos nacionais, seu povo (negros e índios) e outras representações. “A técnica utilizada foi a vontade de realização. A escolha pelos materiais se deu pela característica de tintas fáceis de encontrar em qualquer papelaria do Brasil, mostrando que a arte está na vontade de fazer. A tinta emborrachada traz para mim a memória das seringueiras, um retrato das cores das riquezas do Brasil. Madeira e tecido também são materiais originários da terra e com baixo impacto de decomposição posterior ecológica. Quero mostrar que há muita beleza na simplicidade”, explica a artista.

Ela diz que todo o seu trabalho é marcado por intensa brasilidade, sem viés partidário, mas sempre de forma muito próxima à população comum, à qual se inclui, para a qual existe apenas centro, o sentido e o progresso.

Com as obras, a artista quer chamar a atenção do público para aquilo que não se pode mudar, o passado, narrativo e percursor, pra onde não se volta e quer que sua arte colabore para o resgate de um patriotismo que vai bem além da politicagem. “Esta exposição é um chamamento para olharmos para nós mesmos e para nossos semelhantes, enquanto tentamos observar o Brasil por novos ângulos”, diz Luciane.
 
“Eu tive muita vivência com povos e lugares que representam as raízes brasileiras e muito contato com a natureza e a minha arte expressa justamente isso, a cultura e as raízes brasileiras de natureza rica. Minha arte é puramente experimental. Tem características lúdicas e didáticas”, afirma.

Confira as obras da exposição:
  • A primeira tela, intitulada ‘PAZ BRASIL’ faz alusão à bandeira nacional.
  • A segunda traz uma espécie de lança e reflete ‘LUTA e VIDA’ no Brasil antigo e atual.
  • ‘SÃO PAULO por PAZ’ é o título da terceira tela e faz referência ao Estado mais rico e populoso do país. Esta peça será oferecida como presente ao Depto. de Cultura do DEINTER 6, que reúne uma peça de cada expositor que já passou pelo hall de exposições.
  • ‘YORI YORIMAR’ é a quarta tela e significa a inocência e a sabedoria reunidas. Em tecido cinza e alto relevo emborrachado, a ilustração se destaca na moldura em madeira estilizada com casca de árvore.
  • A quinta e a sexta tela são apresentadas juntas numa moldura diferenciada, e trazem um retrato do Brasil em evolução, se chama INN BRAZIS (Um Brasil de muitos Brazis).
  • A sétima  tela se chama AMERIÍNDIOS e traz na moldura um pedaço de costela e uma nadadeira de tartaruga marinha, fazendo menção aos povos originários que preservam a riqueza da fauna e da flora brasileira e que ainda não tiveram seus direitos reconhecidos conforme dita a carta magna em curso.
  • A oitava e última tela da coleção Mandalas Brasileiras traz a missão embutida em cada produto Nicho Éko, ‘pelo AMOR à VIDA e o RESPEITO às DIFERENÇAS”.

As 8 obras expostas fazem parte da coleção ‘Mandalas Brasileiras’ que hoje reúne mais de 100 mandalas que incluem a fauna, flora, habitat, marcos históricos e geografia do país e que são aplicadas em produtos como camisetas, moletons, canecas, postais e um jogo interativo para colorir. Mais informações pelo site www.nichoeko.com.br ou nas redes sociais (facebook e instagram) pelo perfil  @nichoekobrasil. Os trabalhos são entregues em todo o Brasil e no exterior. Informações pelo (13) 99195-8748.

PERFIL

LUCIANE FUNK DE ANDRADE nasceu  em 24 de maio de 1976, em Curitiba, no Estado do Paraná e já morou em muito lugares. Hoje reside em Santos, litoral paulista.
É apaixonada pelo Brasil e adora tudo que se refere à natureza. Atuou no meio artístico, no ambiente político, com comunicação e dedicou 12 anos da sua vida para  causas sócio-culturais-urbanísticas e de sustentabilidade por conta própria. Peregrinou entre os dois pólos das vértices que poderiam definir um futuro com mais isonomia para todos, o que a tornou alvo de muitas represálias.

Autodidata, há um ano e meio se dedica à arte NICHO ÉKO, na qual reúne toda a sua experiência, amor pela vida, e vontade de realização na terra. NICHO ÉKO foi a escolha que encontrou para superar tudo que está fora do seu controle e reagir à crise existencial desta geração instituída sob o prisma sustentabilidade, arte, política e comunicação.

SERVIÇO – Exposição “Mandalas Brasileiras”
Artista: Luciane Funk de Andrade (Nicho Éko Brasil)
Vernissage: 18/02/2020, às 17h
Período da exposição: de 18/02/20 a 15/03/2020
Local: Espaço Cultural Dr. Paulo Bonavides – Palácio da Polícia de Santos
Endereço: Avenida São Francisco, 136 – Centro – Santos/SP
Horário: 2ª. a 6ª. feiras, das 9h às 18h
Entrada gratuita
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp