17/12/2021 às 08h39min - Atualizada em 19/12/2021 às 00h10min

Carioca ganha bolsa em Chicago e idealiza projeto de impacto a brasileiros de baixa renda

Lucas Lelis é apoiado pelo programa Oportunidades Acadêmicas Graduação, que está com inscrições abertas e gratuitas até o dia 10 de janeiro de 2022

SALA DA NOTÍCIA Hanna Melo
Arquivo pessoal - Lucas Lelis com o pais e o irmão
Com um currículo impecável e uma vontade de realizar seus sonhos, o jovem Lucas Lelis, de 19 anos, conquistou uma bolsa para estudar Economia e Ciências Políticas em uma das instituições mais respeitadas dos Estados Unidos, a Universidade de Chicago, faculdade que formou alunos ilustres como o ex-presidente estadunidense, Barack Obama.

Nascido na Tijuca, bairro da zona norte do Rio de Janeiro, ele vem de uma origem humilde com dois irmãos e um pai taxista e uma mãe, atualmente desempregada. Aos 17 anos, Lucas já se dividia em dois estágios para ajudar nos gastos de casa, uma iniciativa que continuou nos EUA, ao economizar o dinheiro da bolsa para enviar para a família no Brasil.

“Eu quero pegar esse conhecimento e ajudar minha família cada vez mais, promover e criar projetos de ESG, sustentabilidade, e mais para a frente educação financeira no Brasil. Meu plano é trabalhar no mercado financeiro e ajudar impactar positivamente populações de baixa renda”, diz Lucas. 

Números do relatório Open Doors 2021, o censo oficial da educação internacional nos EUA, mostram que o Brasil passou da nona para a oitava posição entre as nações que mais enviam alunos para universidades norte-americanas. O país foi responsável por enviar 14 mil alunos, ficando à frente de muitos países da América Latina e da Europa.

O ranking, encabeçado pelos dois países mais populosos do planeta -China e Índia- situa o Brasil à frente de México, Japão, Reino Unido, França e Alemanha, apesar da pandemia e da crise econômica.
Tivemos um ano muito difícil. Isso impactou os planos dos nossos estudantes. Mesmo assim, o sonho de estudar nos Estados Unidos e as oportunidades que as universidades de lá oferecem, fizeram o Brasil avançar no cenário mundial. Apesar dos desafios, os jovens continuaram extremamente motivados para estudar fora”, avalia Simone Ferreira, orientadora  do EducationUSA, órgão ligado ao Departamento de Estado Americano e que orienta brasileiros que queiram estudar nos Estados Unidos.

Bolsas de estudo e busca por universidades com diferentes perfis, com valor mais acessível em regiões menos conhecidas, saindo do eixo costa leste e oeste, foram caminhos para encurtar a distância entre jovens brasileiros e instituições de ensino nos EUA, em tempos de dificuldades. Uma das possibilidades mais procuradas é o Programa Oportunidades Acadêmicas, apoiado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, que completa 15 anos no Brasil tendo beneficiado centenas de alunos.

O programa apoia estudantes qualificados que venham de famílias com recursos financeiros limitados no processo de candidatura para graduação e pós-graduação nos EUA, com o objetivo de conseguirem bolsas de universidades norte-americanas. As inscrições para a modalidade graduação estão abertas até o dia 10/01/2022 e podem ser feitas através deste link:  https://bit.ly/OPPUndergrad2022

“As universidades americanas estão de portas abertas para os estudantes Brasileiros e o programa Oportunidades Acadêmicas do EducationUSA é uma de nossas prioridades,” lembra o Cônsul de Educação e Cultura, Mark Carr, do Consulado dos Estados Unidos no Rio de Janeiro.


O programa oferece acompanhamento acadêmico e cobre os custos do processo de candidatura a universidades, que incluem: material de estudo, taxas de inscrição para as provas exigidas, transporte e acomodação quando necessários para realização das provas, taxas de inscrição das universidades, tradução e envio de documentos.

Para mais informações sobre o Programa Oportunidades Acadêmicas, acessar o site:
https://www.educationusa.org.br/oportunidades-academicas-graduacao/
Em caso de dúvidas escrever para: [email protected] 

Para participar os candidatos devem:
·  Estar no 2º ou 3º ano do Ensino Médio em 2022 ou ter se formado em 2021.
·  Vir de uma família com recursos financeiros limitados.
·  Ter inglês avançado.
·  Ter excelente histórico acadêmico.
·  Realizar atividades extracurriculares e comunitárias.
·  Estar interessados em qualquer área de estudo exceto Medicina, Odontologia, Veterinária, Psicologia ou Direito.

Sobre o EducationUSA: O EducationUSA é a rede oficial do Departamento de Estado para informações sobre estudos nos EUA e possui uma rede global de mais de 400 centros de orientação. O EducationUSA tem 42 escritórios em diversas partes do Brasil, incluindo os “American Spaces – Centros Binacionais”, universidades e organizações sem fins lucrativos. A missão da rede é facilitar o acesso gratuito às informações sobre oportunidades de estudos nos EUA. Mais informações sobre EducationUSA no Brasil aqui: https://www.educationusa.org.br

 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp