02/03/2022 às 13h16min - Atualizada em 03/03/2022 às 00h10min

Entra em vigor Instrução Normativa da Anvisa que aumenta limites máximos de resíduos de nicarbazina em frangos de corte

Limite está em consonância com a legislação da União Europeia

SALA DA NOTÍCIA Vitorya da Cruz Paulo
Phibro Saúde Animal
Divulgação
A Instrução Normativa 117/2022, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que aumenta os limites máximos de resíduos (LMRs) de nicarbazina para frangos de corte, entra em vigor nesta quarta-feira, dia 2 de março. A medida, publicada no Diário Oficial da União (DOU) em fevereiro, significa que as autoridades brasileiras passam a considerar como seguro, por exemplo, um LMR de até 4 mil mcg/kg em músculo de frangos de corte. Esse limite está em consonância com a legislação da União Europeia.

"A nicarbazina é um anticoccidiano sintético lançado em 1955. Até hoje, é um dos produtos mais eficazes utilizados em frangos de corte pelos maiores produtores e exportadores em todo o mundo", explica o presidente da Phibro Saúde Animal no Brasil, Maurício Graziani. Em nível global, estima-se que a indústria avícola tenha prejuízos de até US$ 13 bi ao ano devido à coccidiose, doença combatida pela nicarbazina e combinações à base de nicarbazina.

Com a Instrução Normativa, os limites de nicarbazina passam de 200 mcg/kg no músculo, fígado, rins e gordura/pele para 4 mil mcg/kg em músculo e gordura/pele, 15 mil mcg/kg no fígado e 6 mil mcg/kg nos rins. "É importante lembrar que os LMRs representam um parâmetro de segurança do alimento. O aumento desses limites pela Anvisa expressa a confirmação técnica e científica da segurança de uso da molécula nicarbazina", destaca Mauricio Graziani.

Para o presidente da Phibro, a alteração nos limites máximos de resíduos representa importante avanço para a indústria avícola brasileira. "A decisão da Anvisa conta com embasamento de medida já adotada desde 2010 pela UE. Indiscutivelmente, a normativa reafirma a segurança do uso da nicarbazina na ração das aves de corte, o que também beneficia o bem-estar dos animais."

Empresa líder global nesse segmento, a Phibro Saúde Animal ressalta que a lista de LMRs da Anvisa é utilizada como base para o Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes (PNCRC) e a nicarbazina é uma molécula monitorada. Dessa forma, o aumento dos limites do ingrediente ativo também representará redução da ocorrência de amostras não conformes permitindo o uso das nossas soluções anticoccidianas Aviax Plus e Nicarmix ainda com mais segurança.

Sobre a Phibro
A Phibro Saúde Animal é uma das mais importantes indústrias veterinárias e de nutrição animal do mundo. Criada em 1916, nos Estados Unidos, está presente no Brasil há 25 anos, oferecendo produtos para suínos, aves, bovinos de corte e de leite, peixes e camarões, além oferecer soluções para a produção de fontes energéticas renováveis. Para mais informações, acesse: www.pahc.com/brasil

 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp